Argentina sai atrás no placar, mas busca empate com Holanda no hóquei masculino

Em partida muito equilibrada, Argentina e Holanda iniciaram suas buscas pelo Ouro Olímpico Rio 2016

Argentina sai atrás no placar, mas busca empate com Holanda no hóquei masculino
Argentina e Holanda empatam pela Rio 2016 (Foto:Divulgação/GettyImagens)
Argentina
3 3
Holanda
Argentina: Juan Vivaldi; Gonzalo Peillat, Juan Gilard, Pedro Ibarra; Juan Lopez, Matias Rey, Manuel Brunet, Lucas Rossi; Matias Parede, Lucas Vila, Agustin Mazzilla. Técnico: Carlos Retegui.
Holanda: Jaap Stockmann; Sander de Wijn, Robert Van Der Horst, Hidde Turkstra, Mink Van Der Weerden; Valentin Verga, Sander Baart, Robbert Kemperman; Jeroen Hertzberger, Bob de Voogd, Rogier Hofman. Técnico: Caldas Max.
INCIDENCIAS: Partida válida pela primeira rodada do torneio de hóquei masculino, na Olimpíada Rio 2016

Pela Olímpiada Rio 2016, Argentina e Holanda na modalidade Hóquei na Grama, lutam por seus primeiros trunfos no certame, em busca do ouro a ser entregue, obviamente, para a melhor seleção. A Argentina chegou como favorita para o confronto, contudo em sua primeira apresentação, decepcionou nos primeiros minutos.

Quando o relógio marcou 10h da manhã, ambas as equipes estavam devidamente prontas para o sinal do árbitro. Quando o mesmo deu o arranque, a Argentina foi direto para o círculo do gramado, mas logo foi cortada por um lance faltoso no campo rival. Nesses primeiros minutos, destaque para a equipe comandada por Carlos Retegui.

Argentina e Holanda seguiam tocando bola, dando ênfase para o leão, que conseguia chegar com mais perigo nas curvas longas. Quando Vivaldi, em sua primeira aparição, fez uma bela defesa em prol dos argentinos e a Holanda começou a dominar o campo adversário. Fim da primeira etapa: 0 a 0, com poucas chances a gol e muito estudo do rival, sem correr qualquer risco.

Iniciou-se então a segunda etapa e, com ela, os famosos cartões, desta vez o primeiro a aparecer foi o verde para Callioni, punido por 2min fora do gramado. Minutos depois, gol de Maxi Caldas para a Holanda em uma dividida de barriga e um desvio direto para o gol. Placar de 1 a 0 para os holandeses.

Holanda seguia dominando enquanto a Argentina parecia um tanto desconfortável na partida. Foi levantado o cartão verde novamente, desta vez para Brunet, por não respeitar as 5 jardas. Corner corto foi marcado e uma boa entrada em uma dividida de Mazzilla.

Corner curto desta vez para Holanda, em marcação de pie de Pedro Ibarra. A bola pega no pé do jogador e o árbitro assinala falta. Na sequência, Vivaldi defende arrancada holandesa. Estava quase acabando a segunda etapa, quando, Lucas Vila chegou por trás de todos atletas adversários e marcou o gol de empate. Fim da segunda etapa: Argentina 1-1 Holanda.

O árbitro, então, deu o apito inicial ao segundo tempo de partida. A Argentina começa dominado a redonda no campo rival. Entretanto, não foi o bastante para deter a selção holandesa que, em um erro da defesa do oponente, tem saída rápida de Ibarra e corner para a Holanda. E, após o corner, gol de Van der Weerden para os mesmos. 2 a 1.

Argentina tentava reagir através de cornes longos. Recuperação rápida dos holandeses, porém Ibarra soube se recompor e salvou o lance. Em seguida, corner curto para os mesmos, Matias Rey comete falta com o corpo, mas a bola sai desviada.

Aconteceu mais um gol da Holanda: lance de Van Ass, somando 3 a 1. Arranque agora para a última etapa de dois tempos. Os comadados de Retegui seguiam firmes em busca de uma bola, quando é cedido corner curto para os mesmos. De rebote, depois de arranca de Peillat, Lucas Vila marca para os argentinos. 3 a 2.

Em um conjunto, com belas defesas de Vivaldi e uma ótima produção no ataque, a Argentina conseguiu cravar o empate, quando, em belo rebote de Stockmann, Matias Paredes marca. Depois disso, houveram outros lances perigosos por parte da Holanda, contudo sem nenhuma efetividade.

Fim da partida: empate entre Argentina e Holanda, em uma dispusta histórica de duas grandes equipes, candidatas ao ouro olímpico.