Cody Gabrandt nocauteia Thominhas Almeida na luta principal do UFC em Las Vegas

Nocaute no primeiro round selou chegada de Cody entre os melhores da categoria; Barão volta a perder na organização; Vitor Miranda e Alberto Uda fecharam o saldo negativo do Brasil em Las Vegas

Cody Gabrandt nocauteia Thominhas Almeida na luta principal do UFC em Las Vegas
Foto: Josh Hedges/Getty Images

Após 15 dias, quando o UFC coroou Stipe Miocic como novo campeão dos pesados no UFC 198, a organização voltou para Las Vegas, sua "casa". Em evento que celebra o Memorial Day (feriado que homenageia militares mortos em combate pelos Estados Unidos), os promissores pesos-galo Thominhas Almeida e Cody Garbrandt fizeram o evento principal do UFC Fight Night Vegas. Na co luta principal, o brasileiro Renan Barão voltou a ativa contra Jeremy Stephens. Mais dois brasileiros participaram do card, que contou com onze lutas no Mandalay Bay, no estado de Nevada.

No duelo da noite, no peso-galo, Cody "No love" foi mais ágil e preciso, apagando o paulista ainda no primeiro round com sequência de cruzados na cabeça. Foi a terceira vitória de Garbrandt no UFC, que segue invicto no MMA. Enquanto Thominhas sentiu gosto de sua primeira vitória na carreira.

Em nova categoria, Barão volta a perder no UFC

Ex-campeão dos galos, Renan Barão voltou ao octógono na categoria acima, dos penas. Jeremy Stephens foi o seu escolhido no novo peso, adversário experiente dentro da organização. Como nos outros combates do card principal, o duelo foi para a mão dos juízes, dando a vitória para o americano por dois rounds a um. Barão sofre o terceiro resultado negativo em quatro lutas.

Mais leve e menos desgastado como visto últimas pesagens, o potiguar não teve problemas em acertar o oponente e se esquivar dos socos em linha de Stephens. Renan chutou e arriscou quedas contra um estilo mais aberto e de mais mobilidade de Jeremy. No entanto, Stephens evoluiu no segundo assalto, com mais golpes encaixados, obrigando Barão a encurtar a distância para buscar a luta de chão. No fim, o americano voltou a socar com mais força e precisão. Barão utilizou mais da base no jiu jitsu, tentando envolver o adversário no solo, não sendo suficiente.

Após vencer Gunnar Nelson em outubro de 2014, Rick Story voltou ao octógono após ter se lesionado. O adversário do americano foi o belga ex-campeão do Strikeforce, Tarec Saffiedine. Na luta, o americano começou lento, mas depois imprimiu seu estilo e não teve problemas em vencer o rival por decisão unânime dos juízes. Tarec perde a segunda de quatro lutas na organização, enquanto Story pode voltar ao TOP 10 do peso meio-médio com a terceira vitória consecutiva.

Vice campeão do TUF Brasil 3, Vitor Miranda perde por decisão

Outro brasileiro na noite, em luta pelos médios, Vítor Miranda ficou pelo caminho e foi derrotado de forma unânime por Chris Camozzi. Camozzi veio agressivo no primeiro round, com mais golpes dentro da guarda, enquanto Vítor seguia procurando a distância correta. Assalto seguinte manteve o americano na vantagem, apesar de usar o jogo de luta agarrada, dificultando o trabalho de recuperação do catarinense e o terceiro seguiu no mesmo ritmo. Chris permanece vencendo já Vitor Miranda conhece a segunda derrota no UFC em quatro lutas.

Na segunda luta, um duelo de meio-médios que ficou marcado pelo equilíbrio. Vindo de derrotas, Jorge Masvidal e Lorenz Larkin fizeram 15 minutos que deixaram os três jurados convencidos de que o combate poderia sair para qualquer um dos dois. No fim, dois jurados deram vitória para Larkin, que se recuperou de revés para Albert Tumenov, em janeiro. Masvidal soma segunda derrota seguida.

E abrindo o card preliminar, o americano Paul Felder volta a afirmar boa sequência e venceu o compatriota Joshua Burkman por decisão unânime dos juízes. Com combate válido pelos leves, Felder chega a segunda vitória consecutiva, Burkman no entanto viu a sua terceira derrota nos últimos quatro combates.

Resultados do card preliminar:

Peso-galo-feminino: Sara McMann venceu Jessica Eye por decisão unânime dos juízes (30-27,30-27, 30-27);

Peso-leve: Abel Trujillo venceu Jordan Rinaldi por decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28);

Peso-médio: Jake Collier venceu Alberto Uda por nocaute técnico a 1:06 do primeiro round;

Peso-leve: Erik Koch venceu Shane Campbell por finalização (mata-leão) aos 3:02 minutos do segundo round;

Peso-galo: Bryan Caraway venceu Aljamain Sterlin por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28);

Peso-pesado: Adam Milstead venceu Chris De La Rocha por nocaute técnico aos 4:01 minutos do primeiro round.