Brasil estreia com derrota no boxe, mas se recupera ao fim da primeira etapa de lutas

Patrick Lourenço acabou sendo dominado e eliminado na primeira participação e o público viu Juan Nogueira vencer sua luta

Brasil estreia com derrota no boxe, mas se recupera ao fim da primeira etapa de lutas
Foto: Peter Cziborra/Reuters

A primeira parte do boxe olímpico na rio 2016 começou com as lutas da categoria peso mosca ligeiro (46-49kg). Logo na segunda luta do dia, tivemos a presença de um brasileiro: o jovem Patrick Lourenço, considerado uma das principais promessas do boxe nacional para os próximos anos. Patrick lutou contra o colombiano Yuberjen Herney Martínez, contando com o apoio da torcida presente no Riocentro, que o ovacionou no momento do anúncio e da subida ao ringue, tentando incentivá-lo durante toda a luta.

Apesar do apoio, o brasileiro não conseguiu fazer uma boa luta e acabou dominado pelo colombiano. No primeiro round, a resistência ainda foi eficaz e Patrick conseguiu desferir alguns bons golpes, mesmo tendo visto seu adversário dominar o centro do ringue. A maior parte das ofensivas feitas por Martínez foi bem defendida por Lourenço, que mostrava bastante agilidade para escapar de golpes mais fortes, lutando sempre com guarda alta. O colombiano também mostrava muita velocidade ao desferir seus golpes e tentando encurraralar o brasileiro nas cordas. Um dos juizes chegou a dar a vitória para Patrick no primeiro round.

No entanto, a intensidade imposta pelo colombiano acabou cansando Patrick, que demonstrou pouco poder de reação no segundo e terceiro round. Martínez seguiu dominando o centro do ringue, mas viu mais golpes entrarem na guarda do brasileiro e as sequências fizeram o jovem de 21 anos sentir os diretos e jabs. No fim, a decisão dos juízes foi unânime em dar a vitória para Yuberjén. Patrick concedeu entrevista lamentando o resultado: "Nunca tinha lutado contra ele, mas sabia que ele viria para dentro. Ele vem pra cima, acho que não consegui impor meu jogo, minha estratégia, por conta disso", declarou o boxeador.

O outro brasileiro a lutar na primeira parte das lutas de hoje (6) foi Juan Nogueira, pela categoria dos superpesados (91kg). Medalha de bronze no pré-olímpico de Buenos Aires, onde se classificou, o boxeador também foi muito aplaudido pela torcida, que tentava desestabilizar o adversário Jason Whateley, da Austrália. O brasileiro começou bem o primeiro round, dominando o centro do ringue e encaixando boas sequências atingindo o rosto de Whateley. O primeiro round foi todo de Nogueira, que venceu em todas as avaliações dos juízes, incluindo um 10-8.

No segundo round, Juan conseguiu manter o ímpeto, apesar de diminuir um pouco a intensidade, preferindo golpear no contra-golpe do australiano. Whateley não conseguiu aproveitar sua maior envergadura, sofrendo com a agilidade do brasileiro, que venceu o round na avaliação de todos os juízes. No terceiro round, Nogueira precisou apenas manter o controle da luta, sem se arriscar tanto, para garantir a vitória por decisão unânime dos juízes.

Acompanhe os outros resultados do dia:
Simplice Fotsala (CMR) x Galal Yafai (GBR)

Artur Hovhannisyan (ARM) x Samuel Carmona (ESP)

Lindolfo Delgado (MEX) x Carmine Tommasone (ITA)

Luis Cabrera (COL) x Daisuke Norimatsu (JAP)

Berik Abdrakhmanov (CAZ) x Carlos Balderas JR (EUA)

Hrvoje Sep (CRO) x Salah Orabi (EGI)