Rafaela Silva é a terceira mulher a conquistar ouro em provas olímpicas individuais pelo Brasil

Atleta do judô se juntou a Maurren Maggi e Sarah Menezes entre as medalhistas olímpicas

Rafaela Silva é a terceira mulher a conquistar ouro em provas olímpicas individuais pelo Brasil
(Foto: Reprodução / Twitter)

O ouro olímpico de Rafaela Silva foi um marco não só na história da atleta, mas também no esporte brasileiro. Essa medalha representa o terceiro ouro do Brasil em provas olímpicas individuais femininas. Os outros dois haviam sido conquistados por Maurren Maggi e Sarah Menezes.

A vitória da judoca brasileira sobre a mongol Sumiya Dorjsuren deu ao Brasil sua primeira medalha de ouro no Rio 2016, a segunda geral. Entretanto, a conquista de Rafaela tem um valor muito maior para o esporte feminino, já que essa é o terceiro ouro em provas individuais das mulheres em Olimpíadas.

Maurren Maggi, um dos maiores nomes da história do atletismo brasileiro, foi a primeira a conquistar o ouro. Depois de oito anos de sua melhor chance, de mudanças na vida pessoal e de uma punição por dopping, Maggi chegou como favorita a Pequim, em 2008. Diante de grandes saltadoras, a atleta do Brasil superou a russa Tatiana Lebedeva na final, saltou 7,04m e ficou no lugar mais alto do pódio.

Maggi, além de ser a primeira campeã olímpica brasileira em um esporte individual, também foi a primeira atleta brasileira a conquistar a medalha de ouro no atletismo olímpico desde Joaquim Cruz em Los Angeles 1984.

Depois, nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Sarah Menezes foi a responsável pela segunda conquista olímpica das mulheres, dessa vez no judô feminino, mesmo esporte de Rafaela Silva. Após 20 anos sem medalhas nesse esporte, Menezes derrotou Alina Dumitru, da Romênia, e foi a primeira atleta a conquistar uma medalha de ouro para o esporte feminino no Brasil.