Robenílson de Jesus estreia com vitória e vai às oitavas de final no boxe

Brasileiro superou argelino Fahem Hammachi e passou de fase

Robenílson de Jesus estreia com vitória e vai às oitavas de final no boxe
Robenílson comemora sua vitória, ainda no ringue (Foto: Divulgação/AIBA)

Os lutadores voltaram a praticar a nobre arte na tarde dessa quarta-feira (10) com mais duas quartas de final do peso mosca-ligeiro (46-49kg). A primeira delas trouxe um combate interessante pela história dos países que os boxeadores representam. Hasanboy Dusmatov, do Uzbequistão, enfrentou Birzhan Zhakypov, do Cazaquistão. Os dois países já fizeram parte da extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) e se tornaram independentes com o fim da mesma, em 1991. Os dois lutadores, apesar da mesma categoria, tinham envergadura muito distante, com vantagem para Zhakypov nesse quesito.

No entanto, mesmo sendo mais baixo, Dusmatov fez excelente luta, mostrando bastante agilidade e encaixando muitos golpes no rosto de seu adversário. Zhakypov sofria para manter o mesmo ritmo intenso que o oponente. O uzbeque estava tão acelerado que acertava alguns golpes no seu adversário mesmo com a luta parada, levando o árbitro a adverti-lo em algumas oportunidades. O padrão da luta se manteve até o fim e Dusmatov venceu por decisão unânime dos juízes, sem surpresas.

A segunda luta de quartas de final foi um embate entre Equador e Estados Unidos, representados por Carlos Eduardo Quipó e Nico Miguel Hernandez, respectivamente. Os dois fizeram uma luta bem mais equilibrada do que a anterior, com muita técnica e agilidade, o que levou a um empate na avaliação de todos os três juízes ao fim do segundo round. Na busca por uma vaga nas semifinais, para enfrentar Hasaboy Dusmatov, os boxeadores fizeram um terceiro assalto também muito parelho, com vantagem para o estadunidense, que conseguiu golpear de forma mais eficiente. Os juízes viram da mesma forma e deram a vitória para Nico Hernandez, por decisão unânime dos juízes.

A luta mais aguardada pelos brasileiros que estavam no Riocentro era a terceira do peso galo (56kg) masculino, com a presença de Robenílson de Jesus. O brasileiro enfrentou o argelino Fahem Hammachi, na estreia dos dois no torneio olímpico. O brasileiro fez uma luta relativamente conservadora no primeiro assalto, estudando seu adversário, mas conseguindo encaixar mais golpes, enquanato seu oponente golpeava na guarda de Robenílson, na maior parte das vezes. Dois juízes confirmaram vitória para o Brasil, enquanto um apontou vitória do argelino. Hammachi começou o segundo assalto com ritmo mais acelerado, mas Robenílson voltou a equilibrar a luta encaixando sequências rápidas. Ao fim do segundo assalto, dois juízes apontavam empate e um deles dava vitória para o Brasil.

No último assalto, Robenílson demonstrou estar com a esquiva em dia, usando demais da técnica do pêndulo e abusando da luta com guarda baixa para fugir dos golpes de Hammachi. Encaixando golpes duros no frontal do seu adversário, o brasileiro acabou conseguindo a vitória por pontos, com decisão dividida dos juízes. Com a vitória, Robenílson avança às oitavas de final do boxe na categoria peso galo (56kg) e enfrentará o estadunidense Shakur Stevenson, no próximo domingo (14), com horário programado para 12h15.