Evgeny Tishchenko leva ouro nos pesados do boxe ao vencer rival cazaque

Algoz do brasileiro Juan Nogueira deixa o Rio com a vitória

Evgeny Tishchenko leva ouro nos pesados do boxe ao vencer rival cazaque
Momento em que Tishchenko se tornou o novo campeão olímpico dos pesos pesados (Foto: Divulgação/AIBA)

A parte da tarde do boxe trouxe aos espectadores poucas definições de medalhas, com a maior parte das lutas sendo válida pelas oitavas ou quartas de final. No entanto, a expectativa era grande para a última luta do programa: o russo Evgeny Tishchenko enfrentava Vassiliy Levit, do Cazaquistão, na disputa pela medalha de ouro da categoria dos meio-médios. Os dois faziam a luta mais importante do programa, mas antes disso, havia uma semifinal a ser disputada por outro cazaque: Daniyar Yeleussinov, que enfrentava Souleymane Cissokho, da França, buscando vaga na final dos meio-médios.

Quem vencesse esse confronto se classificaria para enfrentar Shakhram Giyasov, boxeador do Uzbequistão, já com vaga garantida após vencer Mohammed Rabii por decisão unânime, ainda na parte da manhã. O primeiro round da luta entre França e Cazaquistão foi um tanto equilibrado, com Yeleussinov controlando a primeira parte do round, acertando bons diretos, que furavam a guarda do francês. No entanto, a partir da segunda metade, Cissokho tentou se recuperar, trabalhando golpes com extrema velocidade, principalmente na linha de cintura do adversário.

Já no segundo round, o francês foi mais efetivo, andando para a frente, tentando tomar as rédeas da luta. Ainda com bastante equilíbrio, o combate acabou sendo interrompido logo no começo do segundo round para que Yeleussinov pudesse receber atendimento médico, depois de sofrer um corte na testa, causado por um choque de cabeças. O árbitro brasileiro Jones Kennedy considerou que o mesmo havia sido involuntário e, depois de o médico não autorizar o retorno do cazaque à luta, anunciou o resultado dado pelos juízes, que avaliaram a luta até o momento. Todos marcaram vitória do cazaque por 20-18 e Cissokho ficou com o bronze.

A final entre Tishchenko e Levit começou com superioridade do boxeador do Cazaquistão, que foi mais eficaz em seus golpes, mesmo tendo menor envergadura que seu adversário. Fazendo luta muito inteligente, buscava sequência curta de golpes, cortando qualquer tipo de reação possível do russo, mas até o fim do segundo round, um dos juízes davam vitória para o campeão mundial Tishchenko, enquanto os outros dois marcavam um empate. O terceiro assalto traria a definição da medalha de ouro e o que se viu foi certo cansaço do russo e Levit foi aproveitando, golpeando mais e dominando o combate. Apesar disso, os juízes viram vitória do russo no último round e Tishchenko foi o campeão, sob muitas vaias do público.