Tricampeã é derrotada por norte-americana na luta livre

A lenda Saori Yoshida não conseguiu derrotar a jovem Helen Maroulis e acabou levando a prata nos Jogos Olímpicos

Tricampeã é derrotada por norte-americana na luta livre
(Foto: Reuters)

Depois de três anos seguidos no lugar mais alto do pódio, Saori Yoshida precisou descer um degrau na hora de receber a medalha. Na disputa pelo ouro na categoria até 53kg na luta livre, a lenda japonesa acabou caindo diante da novata Helen Maroulis, de 24 anos. Com a derrota, Yoshida perde a chance do tetracampeonato olímpico.

Poucos imaginavam a surpresa que tomou conta da Arena Carioca 2 na noite desta quinta-feira (18). Na final da luta livre até 53kg, a campeã de Atenas 2004, Pequim 2008 e Londres 2012, Saori Yoshida, não conseguiu segurar a norte-americana Helen Maroulis, nove anos mais nova do que ela. Com isso, a atleta recebeu a prata e abriu caminho para uma nova medalhista de ouro.

Diante de uma grande lenda da luta olímpica, Maroulis não teve medo e foi para cima da adversária, vencendo o combate por pontos, 4 a 1, e ainda derrubando a atleta duas vezes. Eufórica pelo resultado, a norte-americana saiu muito feliz para comemorar com a torcida e seus treinadores assim que o combate foi encerrado, enquanto Saori sentou no tapete e começou a chorar descontroladamente. A japonesa continuou em lágrimas e inconsolável no pódio enquanto a adversária recebia a medalha de ouro.

Essa foi a primeira vez que o Japão não levou o ouro na luta livre dos Jogos Olímpicos Rio 2016; Nas categorias 48kg, 58kg e 69kg, o país levou a melhor e saiu com o primeir lugar. A prata de Saori impede que as japonesas conquistem o fato histórico de duas atletas de modalidades individuais conquistarem o tetracampeonato, já que Kaori Icho conseguiu no dia anterior.

Além delas, Natalya Sinishin, do Azerbaijão, e Sofia Mattson, da Suécia, também subiram ao pódio, levando o bronze para casa.

Outra japonesa subiu no pódio, mas desta vez no lugar mais alto. Risako Kawai venceu a bielorrussa Maryia Mamashuk e voltou a colocar os japoneses sob holofote. Os bronzes ficaram com a cazaque Yekaterina Larionova e com a polonesa Monika Ewa Michalik.

Na categoria até 75kg, o ouro ficou com a canadense Erica Wiebe e a prata com a cazaque Guzem Manyurova. Os bronzes foram para Fengliu Zhang, da China, e Ekaterina Bukina, russa que eliminou a brasileira Aline Silva.