Depois de bater na trave em 2012, Aleksander Lesun conquista o ouro olímpico no Pentatlo Moderno

O russo chegou perto, mas só conseguiu o quarto lugar em Londres

Depois de bater na trave em 2012, Aleksander Lesun conquista o ouro olímpico no Pentatlo Moderno
Recorde na esgrima levou Lesun ao ouro olímpico que tanto esperou. (foto: Natacha Pisarenko/AP)

A prova masculina do Pentatlo Moderno teve início na quinta-feira com a classificatória de esgrima. Desde o começo, o russo Aleksander Lesun se destacou, quebrando recorde de pontos nesta prova. 

Lesun, tetracampeão mundial e também europeu, alcançou a quarta colocação na classificação geral na Olimpíada de Londres, em 2012. Desde então, o treinamento do atleta se intensificou para que conseguisse melhor resultado no Rio. 

A natação foi uma prova em que o russo não teve o melhor desempenho. Nesta etapa, Jamie Cooke, do Reino Unido, fez 354 pontos e quebrou o recorde olímpico de tempo, completando a prova em 1min55s60

A prova do hipismo foi, assim como no dia anterior, marcada por quedas que levaram à desclassificação de atletas. O lituano Justinas Kinders foi eliminado desta etapa por ter caído e, posteriormente refugado (quando o cavalo se recusa a saltar o obstáculo) muitas vezes, aumentando o número de faltas, o que custou muitos pontos ao atleta. 

Jan Kuf, da República Tcheca, teve duas quedas em momentos de pular obstáculos e seu animal também refugou. É importante lembrar que no Pentatlo - ao contrário do hipismo olímpico, em que o cavalo pertence ao cavaleiro - os atletas só têm contato com o bicho cerca de 20 minutos antes da prova, tempo curto demais para que haja entrosamento e que o competidor se acostume com seu temperamento. 

Lesun cometeu 21 faltas na prova de equitação e fez apenas 279 pontos nesta etapa. 

O sul-coreano Woontae Jun foi quem alcançou primeiro a linha de chegada no evento combinado de corrida e tiro. Jun completou o percurso em 11min02s50. Porém, neste esporte, leva o ouro quem acumulou mais pontos. Aleksander Lesun não liderou em nenhuma das provas. O que fez com que o russo conquistasse seu ouro olímpico foi o excelente desempenho nas duas provas de esgrima. 

A medalha de prata ficou com o ucraniano Pavlo Tymoschenko e o bronze é latino-americano, de Ismael Hernandez, do México. 

Depois da vitória de Chloe Esposito no pentatlo feminino, houve muita expectativa de que Max Esposito, seu irmão, também alcançasse o ouro. Infelizmente, não deu para o australiano. Max teve bom desempenho nas provas de natação e hipismo, e acumulou 1462 pontos, terminando a competição em 7° lugar. 

David Svoboda, também da Rússia, que se sagrou campeão olímpico em Londres, terminou na 9ª colocação.

Felipe Nascimento, o único atleta do Brasil no Pentatlo Moderno, terminou em 31°.