“Os pneus tiraram nossa vitória”, lamenta Pipo Derani em SPA

Faltando poucos minutos para terminar a prova, brasileiro é superado por Nicolas Lapierre. Com resultado o Ligier da equipe ESM está em terceiro na classe LMP2 do Mundial de Endurance

“Os pneus tiraram nossa vitória”, lamenta Pipo Derani em SPA
(Foto: FGCOM)

A vitória passou perto. A equipe ESM chegou em segundo na classe LMP2 neste sábado (07) no circuitpo de Spa-Francorchamps. Pipo Derani mais uma vez foi o protagonista no final da prova. E ao contrário das vitórias em Daytona e Sebring, desta vez o brasileiro foi superado não pelos adversários e sim pelos pneus.

O brasileiro de 22 anos brigou forte pelo pódio até o final, mas não teve vida fácil na disputa. Derani largou em oitavo, logo assumiu o sexto lugar, mas ainda no início da prova levou um toque de Nelson Panciatici e rodou, caindo para décimo. O brasileiro não desanimou e seguiu na disputa com o Tequila Patrón ESM Ligier JS P2-Nissan #31, que ele divide com os companheiros Ryan Dalziel e Chris Cumming. Panciatici acabou penalizado pelo incidente mais tarde.

Derani já era o quarto colocado quando entregou o carro para Cumming, que na sequência passou a direção para Dalziel. Ambos completaram seus stints até Derani assumir novamente para as duas horas finais.

Depois de um Safety Car, que entrou na pista após o acidente de Stefan Mucke, Derani conseguiu chegar à segunda posição. O brasileiro ainda assumiu a ponta, quando Nicolas Lapierre parou nos boxes para um rápido reabastecimento nas voltas finais.

Apesar de uma briga intensa para manter o Tequila Patrón ESM Ligier JS P2-Nissan #31 na liderança, Derani não conseguiu segurar Lapierre, já que estava com os pneus mais desgastados na fase final da disputa.

Apesar disso, a performance do brasileiro foi novamente bastante elogiada, especialmente após os problemas no início da corrida.

“Acredito que fizemos o máximo como equipe hoje e sair daqui com bons pontos é satisfatório, já que sabíamos que Spa estava longe de ser o nosso circuito mais forte”, comentou Derani. “O incidente com o Panciatici foi uma infelicidade. Ele não me deu espaço e me jogou para a zebra. Mas voltamos à luta e consegui ir de nono para quarto antes do Chris e do Ryan entrarem na pista e eles fizeram ótimos stints”, continuou.

“No final da corrida, quando eu voltei ao carro, estávamos numa boa posição, mas não consegui segurar o Lapierri atrás de mim. Ele estava com os pneus bem melhores e era mais rápido. Mesmo assim, foi um forte resultado e novamente a equipe Tequila Patrón ESM foi fantástica o final de semana todo na Bélgica. Tivemos grandes momentos e agora estou ansioso para o nosso teste e a corrida em Le Mans no mês que vem”, finalizou Derani.

Foi o segundo pódio do brasileiro no FIA WEC 2016, repetindo o resultado das 6 Horas de Silverstone. Pipo e os companheiros estão com 36 pontos na LMP2, apenas um ponto atrás dos líderes Ricardo Gonzalez/Filipe Albuquerque/Bruno Senna e dos vice-líderes Gustavo Menezes/Nicolas Lapierre/Stéphane Richelmi. Nesta temporada, o brasileiro também já coleciona duas grandes vitórias, nas 24 Horas de Daytona e nas 12 Horas de Sebring, disputadas nos Estados Unidos.

O próximo desafio pelo FIA WEC será no dia 18 de junho com a disputa da lendária 24 Horas de Le Mans. Um pouco antes, no dia 5, os pilotos testarão no circuito.

Os 10 melhores nas 6 Horas de Spa (geral):
1 LMP1 Lucas DI GRASSI, Loïc DUVAL, Oliver JARVIS (Audi R18) 160 voltas em 6h00min32s112
2 LMP1 Romain DUMAS, Neel JANI, Marc LIEB (Porsche 919 Hybrid) a duas voltas
3 LMP1 Mathéo TUSCHER, Dominik KRAIHAMER, Alexandre IMPERATORI (Rebellion R-One – AER) a quatro voltas
4 LMP1 Nicolas PROST, Nelson PIQUET JR, Nick HEIDFELD (Rebellion R-One – AER) a cinco voltas
5 LMP1 Marcel FÄSSLER, André LOTTERER, Benoît TRÉLUYER (Audi R18) a cinco voltas
6 LMP1 Simon TRUMMER, Oliver WEBB, James ROSSITER (CLM P1/01 – AER) a nove voltas
7 LMP2 Gustavo MENEZES, Nicolas LAPIERRE, Stéphane RICHELMI (Alpine A460 – Nissan) a nove voltas
8 LMP2 Ryan DALZIEL, Luis Felipe DERANI, Christopher CUMMING (LIGIER JS P2 – Nissan) a nove voltas
9 LMP2 Matthew RAO, Richard BRADLEY, Roberto MERHI (Oreca 05 – Nissan) a nove voltas
10 LMP2 Ricardo GONZALEZ, Filipe ALBUQUERQUE, Bruno SENNA (LIGIER JS P2 – Nissan) a nove voltas

Classificação LMP2 (após duas etapas):
1. Gonzalez/Albuquerque/Senna 37 pontos
2. Menezes/Lapierre/Richelmi 37
3. Derani/Dalziel/Cumming 36
4. Berthon/Rast/Rusinov 27
5. Rao/Bradley/Merhi 23
6. Watts/Kane/Leventis 10