"Mazda Road to Indy" comprova sucesso durante 100ª edição da Indy 500

Vinte e quatro pilotos - dos 33 inscritos na tradicional corrida - tiveram formação nas categorias de base do programa, que terá evento pela primeira vez no Brasil em agosto

"Mazda Road to Indy" comprova sucesso durante 100ª edição da Indy 500
(Foto: FGCom)

Disputada na última semana, a 100ª edição das 500 Milhas de Indianápolis, uma das principais provas do automobilismo mundial, apresentou números importantes para um dos principais projetos para desenvolvimento de carreiras de pilotos nos Estados Unidos: o "Mazda Road to Indy".

Vinte e quatro - entre os 33 pilotos inscritos na prova - passaram pelas categorias de base do programa, que começa com a USF2000, passa pela Pro Mazda e Indy Lights até chegar à Fórmula Indy. Entre eles está o pole position na Indy 500, James Hinchcliffe, que terminou a prova em sétimo; o terceiro colocado, Josef Newgarden, que largou em segundo, e o vice-campeão Carlos Muñoz, que também passou pela Indy Lights.

Números e dados que motivam ainda mais os organizadores do evento do "Mazda Road to Indy" que acontecerá pela primeira vez no Brasil, no dia 27 de agosto, em Interlagos (SP), e selecionará um kartista da categoria Graduados, entre 15 e 24 anos. O vencedor participará da final mundial, em dezembro, nos Estados Unidos, com pilotos selecionados em vários países, concorrendo a uma temporada completa na USF2000, o primeiro estágio do projeto para os pilotos que almejam atingir a Fórmula Indy e se tornarem profissionais nos EUA.

"O programa é um dos mais bem sucedidos no mundo. E estes dados em Indianápolis comprovam isso. O Hinchcliffe tornou-se o primeiro piloto graduado no ‘Mazda Road to Indy’ a conquistar uma pole na Indy 500 e reconheceu nas suas entrevistas a importância do projeto que tornou este sonho possível", comenta Paulo Carcasci, representante e organizador do evento no Brasil e um dos principais nomes do esporte no país (heptacampeão brasileiro de kart, campeão europeu de Fórmula Ford, campeão da F-3 Japonesa, além de vencedor da Gold Cup na F-3000).

Com o apoio da Mazda desde 2010, a expectativa é de que o projeto revele ainda mais talentos nos próximos anos na Fórmula Indy. "Sem dúvida, em dois anos, a categoria principal terá mais novatos talentosos chegando das categorias de base", completa Carcasci.

O campeão da final que acontecerá em dezembro nos Estados Unidos levará o prêmio de 200 mil dólares, que equivale a uma temporada completa na USF2000. O regulamento do evento no Brasil - que é patrocinado pela RR Racing - será divulgado em breve.