Pipo Derani enaltece espírito de equipe ao disputar Le Mans

Brasileiro e os companheiros Ryan Dalziel e Chris Cumming enfrentam problemas na suspensão, mas terminam em 16o lugar com o #31 Tequila Patrón Extreme Speed Motorsport Ligier JS P2 LMP2

Pipo Derani enaltece espírito de equipe ao disputar Le Mans
(Foto: FGCom)

O brasileiro Pipo Derani, um dos mais jovens pilotos a participar das 24 Horas de Le Mans, já havia previsto uma dura batalha, no último final de semana (18 e 19), na disputa da 84ª edição da principal prova de endurance do mundo. O jovem piloto lutou para marcar oito importantes pontos para ele e sua equipe na briga pelo título do FIA WEC de 2016.

A bordo do #31 Tequila Patrón Extreme Speed Motorsport Ligier JS P2 LMP2, ele e os companheiros Ryan Dalziel e Chris Cumming partiram da sexta posição, mas enfrentaram alguns problemas ao longo da disputa, que os impediram de lutar pelo pódio.

Derani cruzou a linha de chega na 16ª posição na categoria P2, depois de ter problemas na suspensão. Campeão das 24 Horas de Daytona e das 12 Horas de Sebring este ano com a Tequila Patrón ESM, Derani lamentou ficar fora do pódio pela primeira vez este ano, mas ressaltou o espírito de luta do time.

“Não tivemos tempo suficiente de pista, como gostaríamos. Infelizmente, tivemos duas quebras de suspensão e precisamos recolher nos boxes e colocar o carro de volta na disputa, para cruzar a linha de chegada e marcar alguns pontos. No final, pelo menos conseguimos fazer isso, mas foi decepcionante terminar a corrida mais importante do ano desta forma”, comentou o brasileiro de 22 anos.

“Por outro lado, fiquei muito feliz com o espírito da equipe e todos lutaram muito para deixar o carro em condições de terminar a corrida”, completou o brasileiro, que ocupa agora a quarta posição na LMP2 na temporada 2016 do FIA WEC, com 44 pontos.

A disputa das 24 Horas de Le Mans começou com chuva forte e safety car. Com 10 minutos de corrida, Derani parou nos boxes e entregou o carro para Cumming para maximizar o tempo do canadense na pista. Na sequência, Dalziel assumiu o comando do #31 Tequila Patrón Extreme Speed Motorsport Ligier JS P2.

O piloto vinha recuperando posições e já estava entre os cinco primeiros na LMP2, quando Cumming voltou ao cockpit. Com cinco horas de disputas, o piloto rodou na curva Porsche. Logo depois, o carro apresentou um furo de pneu e problemas na suspensão, após Cumming passar por uma zebra. O tempo nos boxes para reparos custou quatro voltas para o time.

Derani e os companheiros voltaram pra pista para os seus stints e estavam ganhando posições, já entre os Top-10, mas faltando quatro horas para o final a vibração no carro voltou e tiveram de recolher novamente para reparos na suspensão. A equipe trabalhou rápido e Derani voltou à pista para terminar a prova e marcar oito pontos importantes para o campeonato.

A quarta etapa do FIA WEC acontecerá no dia 24 de julho, com a disputa das 6 Horas de Nurburgring, na Alemanha. Antes, porém, Derani volta aos Estados Unidos para disputar as 6 Horas de Watkins Glen, no dia 3 de julho, onde briga por mais um pódio na Copa Norte-Americana de Endurance Tequila Patrón, disputada dentro do IMSA WeatherTech Sportscar Championship.