Thiago Vivacqua lamenta incidentes em Cascavel pela F3 Brasil

Após a largada deste domingo, piloto chegou a ser o segundo colocado e na briga pela liderança teve toque com ponteiro. Na rodada tripla, carioca somou bons pontos no campeonato e encerra etapa na quarta colocação

Thiago Vivacqua lamenta incidentes em Cascavel pela F3 Brasil
Carioca terminou o fim de semana com um pódio no sábado. (Foto: Marcus Cicarello/Hyset)

Depois de um sábado (16) animador, Thiago Vivacqua não poderia pensar em outra estratégia a não ser ir para cima na terceira corrida do fim de semana em Cascavel (PR). Foi isso que o piloto carioca fez ao largar da terceira colocação, assumir o segundo lugar e atacar o então líder Matheus Muniz na prova deste domingo (17), válida pela terceira etapa da temporada 2016 da Fórmula 3 Brasil. Na disputa pela ponta, os dois entraram na curva lado a lado e Vivacqua não teve opção ao se envolver no toque com Muniz: ou mantinha a trajetória ou ia para fora da pista. O piloto da equipe Shell Racing teve que cumprir um drive through e caiu posições, terminado a prova em oitavo no geral e pontuando como sexto na categoria principal. Depois de um pódio e um quarto lugar no circuito paranaense, Vivacqua é o quarto na classificação da temporada, com 29 pontos, empatado com Carlos Cunha.

Mesmo com o contato na primeira volta, o carro continuou rápido e o carioca chegou a cravar a terceira melhor volta da corrida, em 55s993. "Hoje eu larguei bem, passei o Hahn na primeira curva e, na saída do Bacião, o Matheus (Muniz) deu uma errada e eu coloquei de lado. Estava na metade do carro e ele continuou me fechando, entramos lado a lado na curva. Para tentar evitar o toque eu fui para cima da zebra, mas mesmo assim acabamos nos tocando. Depois veio o drive trough, mas na minha opinião foi um incidente normal de corrida", analisou o piloto de 19 anos, que faz sua primeira temporada na Fórmula 3 Brasil. "Os dois foram prejudicados com o toque. Tinha tudo para lutar pelo pódio, ou primeiro ou segundo. No final, estava virando igual o líder, mesmo andando lá atrás, prova de que melhoramos bem o acerto do carro", lamentou Vivacqua.

Ao todo, na terceira etapa, o piloto do carro #36 computou 19 pontos, cumprindo parte do objetivo proposto que era o de somar pontos no campeonato. "O objetivo do fim de semana era pontuar de quarto para cima, conseguimos isso nas duas corridas do sábado, infelizmente no domingo aconteceu o incidente e isso me deixou um pouco triste, mas é do esporte".

O próximo compromisso oficial pela categoria será em São Paulo, no tradicional circuito de Interlagos, nos dias 10 e 11 de setembro. Até lá o piloto e a equipe Shell Racing poderão pensar na melhor estratégia e acerto para que o estreante continue a evoluir no campeonato. O piloto deve fazer alguns testes em Interlagos, Londrina (PR) e talvez em Goiânia (GO), neste intervalo de quase dois meses até a próxima etapa.

A vitória neste domingo ficou com Matheus Iorio, seguido por Guilherme Samaia (2º) e Pedro Cardoso (3º).