X Rally Team mantem bom desempenho e vence terceira especial no Rally dos Sertões

Marcos Baumgart/Kleber Cincea venceram sua primeira especial desta edição, com os líderes da geral Cristian Baumgart/Beco Andreotti em segundo

X Rally Team mantem bom desempenho e vence terceira especial no Rally dos Sertões
(Marcelo Maragni/Fotop)

O Rally dos Sertões finalizou seu terceiro dia de competição com uma etapa bastante longa, rápida e difícil, com 643 quilômetros totais de Cavalcante a Posse, em Goiás, sendo 376 válidos para o cronômetro. E se o Dia do Irmão foi lembrado ontem, dia 5, a comemoração no X Rally Team veio hoje. Os irmãos Marcos e Cristian Baumgart fizeram a dobradinha com os NWM-Ford Performance Ford Rangers V8 da equipe.

"Fazer dobradinha com o meu irmão é sempre um resultado legal. Estar liderando o rali junto com ele é uma emoção enorme. Acho que só senti algo parecido quando nós dois fizemos a final do Super Prime em São Luis no Maranhão (em 2012). E o rali proporciona essas coisas: toda hora tem uma coisa nova, e agora temos mais esta. Todos contam histórias, e nós estamos fazendo a nossa. Esta vitória de hoje é fruto de todo o trabalho da equipe", filosofou Marcos, que ao lado do navegador Kleber Cincea completou a prova desta terça-feira (6) em 4h42min04s. "O modo ‘vida loka’ do Marcos funcionou muito bem hoje. Ele pilotou demais", elogiou o parceiro.

A sintonia entre os irmãos é tanta que os dois começaram a falar de como foi o dia usando os mesmos termos. "Fazer a dobradinha com o meu irmão", repetiu Cristian, "é a melhor coisa que tem. Só faltou o Lance (Woolridge) para completar a trinca com a gente, mas teremos mais oportunidades para tentar isso. Foi legal, mas nosso dia foi difícil. A 50 quilômetros do final tivemos uma quebra de semieixo e tivemos de parar, desmontar tudo e vir com tração só nas rodas traseiras. Isso nos fez perder algum tempo, mas as especiais deste ano estão com o verdadeiro DNA do Sertões. A organização está de parabéns", elogiou Cristian, o mais velho dos irmãos e líder da classificação geral do rali após três etapas.

Uma especial dura, em que vários pilotos tiveram problemas. Lance Woolridge, sul-africano da NWM Motorsport e que corre junto do navegador brasileiro Marcelo Haseyama, teve de ser rebocado duas vezes no percurso. Mesmo assim, terminou o dia na sexta colocação, agradeceu aos pilotos Fabrício Bianchini e Michel Terpins pela ajuda, e manteve o terceiro posto no geral colocando, assim, os três Ford preparados pela NWM nas três primeiras posições entre os carros no Rally dos Sertões. 

A Ranger V8 #304 X Rally Team de Cristian e Beco acumulam 11h16min01s de prova até agora com duas vitórias nos dois primeiros dias, quase 16 minutos à frente de Marcos e Kleber, que venceram hoje, e 45 minutos à frente de Lance e Marcelo. Situação comemorada, ainda que discretamente, por Neil Woolridge, construtor e preparador dos carros.

"É fantástico. Vencer todos os estágios até agora me traz muita satisfação. Isso mostra que o trabalho que fizemos desde o último Sertões tem valido a pena. Os carros são bons, confiáveis e os pilotos estão felizes dizendo que o desempenho é excelente. É ótimo ouvir isso, porque trabalhamos muito para melhorar os carros", apontou o sul-africano, que também fez uma análise da edição 2016 do Rally dos Sertões em comparação com os dois últimos anos em que esteve na prova apoiando o X Rally Team.

"A prova deste ano está muito mais dura do que antes - mais até do que imaginávamos que seria. Ainda está muito cedo para, então não podemos nos empolgar. Certamente, estamos em uma ótima posição. Temos que nos manter focados, concentrados e nos certificar de que tudo está indo a 100%", finalizou.

Nesta quarta-feira (7) o rali deixa o estado de Goiás e se dirige à Bahia. Serão mais 560 quilômetros entre Posse (GO) e Luís Eduardo Magalhães (BA), com um trecho de 362 quilômetros cronometrados.

Confira os mais rápidos do 3º Dia:
1º) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (FORD X RALLY TEAM, 4h42min04s;
2º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (FORD X RALLY TEAM), 4h44min51s;
3º) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (MITSUBISHI), 4h54min08s
6º) Lance Woolridge/Marcelo Heseyama (NWM-FORD PERFORMANCE), 5h13min08s;


ACUMULADO APÓS 3 ETAPAS:
1º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti - 11h16min01s
2º) Marcos Baumgart/Kleber Cincea - 11h31min52s
3º) Lance Woolridge/Marcelo Haseyama - 12h01min23s


As etapas restantes do Rally dos Sertões 2016
07/09 - Etapa 4
Posse (GO) - Luís Eduardo Magalhães (BA)

Deslocamento inicial: 14,62 km
Trecho especial: 361,94 km
Deslocamento final: 183,59 km
Total do dia: 560,15 km

08/09 - Etapa 5
Luís Eduardo Magalhães (BA) - Mateiros (TO)

Deslocamento inicial: 35,47 km
Trecho especial: 425,67 km
Deslocamento final: 00 km
Total do dia: 461,14 km

09/09 - Etapa 6
Mateiros (TO) - Ponte Alta (TO)

Deslocamento inicial: 00 km
Trecho especial: 514,98 km
Deslocamento final: 5,97 km
Total do dia: 520,95 km

10/09 - Etapa 7
Ponte Alta (TO) - Palmas (TO)

Deslocamento inicial: 4,61 km
Trecho especial: 191,54 km
Deslocamento final: 47,46 km
Total do dia: 243,61 km