Resultado GP do Japão da Fórmula 1 2016

Resultado GP do Japão da Fórmula 1 2016
Resultado GP do Japão da Fórmula 1 2016

A fase anda boa para o líder da temporada 2016 da Fórmula 1, Nico Rosberg. Depois de ter liderado todos os treinos livres em Suzuka, o alemão da Mercedes confirmou o favoritismo e cravou a pole para o GP do Japão, a 17ª etapa do ano.

Mas apesar da soberania no fim de semana, o primeiro lugar no grid veio com emoção. Tudo porque seu companheiro de equipe e vice-líder do campeonato Lewis Hamilton chegou a figurar na frente durante a fase decisiva (Q3) do treino classificatório deste sábado.

Nos instantes finais, Rosberg cravou 1m30s647e voltou para o topo. O britânico tentou dar o troco no apagar das luzes e por pouco não conseguiu: anotou 1m30s660, ficando a míseros 13 milésimos do rival na briga pelo título.

Esta é 30ª pole da carreira de Nico, oitavo neste quesito na história da F1. Será também a terceira vez que o alemão largará na frente em Suzuka. Na corrida deste domingo, Rosberg tentará quebrar uma escrita. Em 2014 e 2015, apesar de ter partido da ponta, viu Hamilton vencer em ambas as oportunidades.

Apesar de a RBR se consolidar cada vez mais como a segunda força do campeonato de 2016, foi a Ferrari que ocupou este lugar no Japão, fazendo o terceiro e quarto melhores tempos, com Kimi Raikkonen (1m30s949) e Sebastian Vettel (1m31s028). No entanto, o alemão tetracampeão precisa cumprir uma punição de três posições no grid e terá de largar em sétimo. Melhor para a dupla da RBR, que sobe uma posição: Max Verstappen parte em quarto (1m31s178) e Daniel Ricciardo em quinto. (1m31s240). Quem lucra também é Sergio Pérez, da Force India, o sexto.

Nenhum dos brasileiros teve destaque neste sábado. Felipe Massa avançou ao Q2, mas não conseguiu avançar para a fase final, assim como o companheiro Valtteri Bottas. Com o tempo de 1m32s380, ele largará em 12º, logo atrás do finlandês. Já Felipe Nasr chegou a figurar entre os que avançavam para o Q2, mas foi superado nos momentos finais do Q1 e parte em 20º (1m33s332), logo atrás de seu companheiro de Sauber, Marcus Ericsson.

A decepção ficou por conta da dupla da McLaren que corre em praticamente em casa no fim de semana em razão dos motores Honda. Distante de outras boas atuações na temporada, Jenson Button caiu logo no Q1, enquanto Fernando Alonso foi eliminado no Q2. 

Sob um céu nublado e condições climáticas instáveis, os pilotos preferiram partir para a pista assim que o cronômetro começou a girar. Rosberg iniciou a sessão sendo mais veloz, apesar de não ter feito uma volta limpa, e anotou com 1m31s858, chegando pela primeira vez na casa do 1m31s no fim de semana. E o piloto sequer calçou os pneus macios, fez esse tempo de médios. Mas a Ferrari fez diferente: optou pelos compostos macios em seus carros e viu seus pilotos serem mais rápidos que as Mercedes, com Vettel (1m31659) em primeiro e Raikkonen (1m31s858) em segundo. Nico e Lewis vieram logo atrás, em terceiro e quarto, respectivamente. Felipe Massa avançou em 10º para o Q2.

O Q1 marcou a eliminação de Felipe Nasr. Ele chegou a figurar nos segundos finais na 16ª posição, que lhe daria a última vaga ao Q2, mas foi empurrado para a zona de corte, assim como seu companheiro Marcus Ericsson. O brasileiro terminou em 20º, logo atrás do sueco. Também caíram fora: Jenson Button (McLaren), Kevin Magnussen (Renault), Marcus Ericsson (Sauber), Esteban Ocon (Manor) e Pascal Werhlein (Manor).  

Assim como no Q1, foram as Mercedes que partiram para a pista primeiro no Q2. E foi novamente Rosberg quem começou arrasador. Desta vez de pneus macios, o alemão jogou o tempo para casa de 1m30s pela primeira vez, ao anotar 1m30s714. Novamente, a Hamilton restou tentar, em vão, seguir o companheiro, mas o britânico ficou a 0s415. E se a Ferrari conseguiu desbancar a rival na primeira parte do treino, na segunda a escuderia italiana teve de se contentar com o posto de coadjuvante, com Vettel em terceiro (1m31s227) e Kimi em quarto (1m31s406)

. E a RBR novamente só pôde assistir à briga de "longe", na quinta e sexta colocações. Felipe Massa, assim como seu companheiro Bottas, foram eliminados e não avançaram ao Q3. Caíram fora: Valtteri Bottas (Williams), Felipe Massa (Williams), Daniil Kvyat (STR), Carlos Sainz (STR), Fernando Alonso (McLaren) e Jolyon Palmer (Renault) 

Sofrendo para acompanhar o forte ritmo do companheiro durante todo o fim de semana, Hamilton abriu o Q3 com uma volta muito boa, superando a volta estabelecida por Rosberg nos primeiros minutos. Só que os pilotos ainda tinham mais uma tentativa de volta rápida. Em um fim de treino emocionante, o alemão voou para cravar 1m30s647 nos segundos finais. Hamilton vinha na sequência, também em volta muito boa, mas não o suficiente para bater o companheiro.

Com a marca de 1m30s660, a apenas 13 milésimos de Nico, o inglês teve de se contentar com o segundo lugar. A RBR, que muitos acreditavam ameaçar a Mercedes no Japão, acabou sendo superada pela Ferrari, mas com uma pequena diferença. Do terceiro (Kimi) ao sexto (Ricciardo), a distância foi de apenas 0s291. Sergio Pérez, Romain Grosjean, Nico Hulkenberg e Esteban Gutiérrez completaram o top 10, demonstrando a força das equipes Haas e Force India no Japão.