Kevin Eriksson vence na Alemanha e Mattias Ekström se torna campeão mundial de rallycross

Um quinto lugar na final em Estering foi o suficiente para o sueco quebrar a sequência de títulos de Petter Solberg

Kevin Eriksson vence na Alemanha e Mattias Ekström se torna campeão mundial de rallycross
Ekström conquista seu primeiro título após três anos no rallycross (Foto: divulgação/EKSRX)

O Mundial de Rallycross voltou para a Alemanha neste fim de semana, mas ao invés da moderna Hockenheim, o palco foi o circuito de Estering em Buxtehude, mais próximo das características clássicas de um circuito da modalidade. Mesmo sem sair vencedor, Mattias Ekström ainda saiu coroado como o novo campeão mundial de rallycross após dois anos de domínio de Petter Solberg.

Além de ser o momento de definição do campeonato entre Petter Solberg, Johan Kristoffersson e o líder Mattias Ekström, essa foi a oportunidade para ver alguns pilotos do Europeu de Rallycross medirem forças contra os participantes permanentes do Mundial, o que incluiu o retorno do recém-coroado campeão europeu Kevin Hansen, de apenas 18 anos. Solberg venceu tanto no Q3 quanto no Q4 e foi o melhor classificado com Ekström vindo logo atrás. Depois deles vieram as surpresas, com Kevin Hansen ficando em terceiro e Janis Baumanis em quarto.

Os postulantes ao título correram em semifinais separadas, com Solberg indo primeiro, segurando Kevin Hansen e voando na frente para ganhar com folga como fez na fase classificatória. Para o mais jovem dos Hansen, sobrou o trabalho de se defender de Andreas Bakkerud, e nem mesmo a ida ao coringa na última volta os tirou do segundo e terceiro lugares respectivamente, eliminando o irmão mais velho de Kevin, Timmy, assim como o companheiro Sébastien Loeb e Toomas Heikkinen.

Na segunda semifinal era a vez de Ekström mostrar a que veio, e o sueco fez a mesma coisa, dominando a corrida após se livrar de Kevin Eriksson. Ambos abriram boa vantagem para os outros competidores, enquanto Johan Kristoffersson teve de lidar com Davy Jeanney e mais tarde com Janis Baumanis para poder ficar em terceiro e se classificar para a final.

Mundial de Rallycross – Estering – resultados das semifinais

Na final era Solberg lado a lado com Ekström na primeira fila, enquanto campeão e vice da categoria RX Lites em 2015 vinham atrás, sendo eles Kevin Hansen e Kevin Eriksson, e foi Eriksson que roubou a cena logo na largada, vindo por fora e entrando totalmente de lado na primeira curva para subir para a liderança, além de segurar Solberg e Bakkerud. Ekström foi bastante prejudicado na confusão e caiu para o quinto lugar, tentando atacar Kevin Hansen depois disso.

Eriksson só teve de acelerar o suficiente para deixar Solberg para trás junto com Bakkerud, e assim o piloto da Olsbergs MSE conseguiu sua primeira vitória no Mundial de Rallycross com os mesmos Solberg e Bakkerud completando o pódio. Ekström ainda se manteve no quinto lugar, confirmando a previsão de Solberg que o campeonato estava acabado, visto que Ekström conseguiu 251 pontos contra os 221 de Solberg, com apenas mais 30 pontos em jogo na Argentina.

Mundial de Rallycross – Estering – Resultado final

Visivelmente emocionado, Ekström descreveu o quanto o título mundial significava para ele e para a equipe: “Sempre sonhei com algo assim, mas fazer do jeito que foi durante os últimos três anos, acreditando na equipe, tentando vencer com respeito, fazendo algo novo pelo esporte, então me sinto muito feliz porque não foi só o meu esforço, teve muito mais nisso. Minha família fez sacrifícios, e minha namorada e meus filhos, meu pai se esforçou bastante e meu time é um bando de caras trabalhando com muita paixão, então é um momento muito especial para mim”.

O encerramento da temporada acontecerá bem perto de nossas terras, já no dia 25 de Novembro o circuito de Rosario, na Argentina, recebe novamente os pilotos do Mundial, e Mattias Ekström ainda pode levantar o título de equipes, visto que a disputa está aberta entre a EKSRX, com 385 pontos, e o Team Peugeot-Hansen, partindo para defender seu título com 368 pontos.