Fórmula 3 Brasil apresenta mudanças para 2017

Categoria mais rápida do continente já se planeja para a próxima temporada trazendo novas medidas visando promover a competitividade entre os pilotos

Fórmula 3 Brasil apresenta mudanças para 2017
(Duda Bairros/VICAR)

A Fórmula 3 Brasil realiza durante este final de semana em Goiânia a sétima e penúltima etapa da temporada 2016, e a Vicar Promoções Desportivas, empresa que organiza e promove o campeonato, já se adianta para divulgar as medidas que serão implantadas na próxima temporada.

As principais novidades visam promover o equilíbrio de forças na categoria mais rápida da América do Sul e aumentar a competitividade entre pilotos e equipes. A primeira das medidas é a equalização dos motores de todos os carros, como acontece na Stock Car. O procedimento, inclusive, será realizado pela mesma empresa, a JL Indústria, que constrói os carros da Stock e prepara seus motores.

A equalização dos propulsores da F3 será feita tanto para os carros da classe A como da Light, que serve de porta de entrada a novos pilotos que vêm do kart fazer sua passagem para os carros de competição. Nesta categoria, inclusive, outra nova medida: a aquisição de dados dos carros será compartilhada entre todos os pilotos da Light, aumentando a curva de aprendizado de cada competidor.

A Vicar também trabalha em um modelo para tornar a Fórmula 3 Brasil ainda mais atraente. "Estamos estudando um pacote de incentivos e subsídios para a classe Light, considerada a porta de saída do kart e a entrada para os carros de competição mais potentes", destaca Mauricio Slaviero, diretor-geral da Vicar.

Os pneus para as duas classes serão os mesmos fornecidos pela Pirelli, como vem acontecendo desde a rodada dupla de Londrina (PR). "Foi uma alteração que se mostrou muito oportuna, pois a tendência é que um piloto que correu na Light faça depois a mudança para a classe A. E ter os mesmos pneus à disposição já ajuda muito na adaptação", frisou.

Christian Hahn domina pista molhada para vencer pela 1ª vez na Fórmula 3 Brasil

Depois de não conseguir concretizar a pole position em vitória na corrida 1 da Fórmula 3 em Goiânia no sábado (5), Christian Hahn superou a queima de largada que lhe rendeu uma punição ontem para ser o melhor na pista molhada na manhã deste domingo (6) na capital goiana. De quebra, o piloto da CF3 conquistou sua primeira vitória na categoria.

"O sentimento é de realização. A gente lutou dois anos para que esse dia chegasse. Estamos nos esforçando há muito tempo e finalmente conseguimos o resultado que esperávamos", disse Hahn, que praticamente não foi incomodado durante a prova, e abrindo distância sistematicamente sobre seus adversários com um ritmo forte e constante durante toda a corrida. 

No fim, cruzou a linha de chegada três segundos à frente do restante do grid. "Isso dá uma boa animada para a etapa final, tanto para mim como para a equipe e para quem tem me apoiado. Tem sido uma temporada difícil, porque esperávamos lutar pelo título. Finalmente conseguimos este alívio hoje e agora vamos mais fortes para Interlagos", concluiu.

Em segundo terminou o já campeão Matheus Iorio, que confirmou o título com a vitória conquistada ontem. Para ele, uma corrida muito mais tranquila. "Com a mesma responsabilidade de buscar um bom resultado, de checar na frente com o mesmo empenho, mas sem aquela pressão toda. Sem dúvida é bem melhor assim", ponderou.

Guilherme Samaia lutou com seu carro durante toda a corrida, buscando a melhor aderência dos pneus para o asfalto molhado dos 3,8 quilômetros do traçado de Goiânia. "Não sei o que aconteceu, porque normalmente eu ando bem no molhado. Mas hoje foi bem difícil; eu não consegui achar a aderência, fiquei o tempo todo em uma briga bem intensa com o carro", disse. Mesmo assim, o terceiro lugar confirmou de forma antecipada o vice-campeonato para o piloto de 19 anos da Cesário F3, campeão da classe Light de 2015.

Pedro Caland mostrou mais uma vez um bom desempenho para terminar em quarto lugar em sua segunda corrida na F3 A depois de ter conquistado também antecipadamente o título da Light. Seu companheiro de equipe Thiago Vivacqua fechou os cinco primeiros.

A Fórmula 3 Brasil parte agora para a rodada dupla final da temporada 2016 com a etapa de Interlagos, em São Paulo, nos dias 10 e 11 de dezembro.

Corrida 2 - Resultado*:
1-) 12 Christian Hahn (CF3) - 22 voltas em 32min12s300 (média de 157,1 km/h)
2-) 34 Matheus Iorio (Cesario F3) - a 3s055
3-) 77 Guilherme Samaia (Cesario F3) - a 16s758
4-) 52 Pedro Caland (Hitech GP) - a 17s630
5-) 36 Thiago Vivacqua (Hitech Racing) - a 42s140
6-) 145 Denis Dirani (Cesario F3) - a 13 voltas
MELHOR VOLTA: Matheus Iorio, 1min25s127 (162,0 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Classificação do Campeonato:
1-) Matheus Iorio - 178 pontos
2-) Guilherme Samaia - 128
3-) Thiago Vivacqua - 85
4-) Christian Hahn - 76
5-) Carlos Cunha - 65
6-) Artur Fortunato - 39
7-) Pedro Cardoso - 31
8-) Leonardo de Souza - 27
9-) Matheus Muniz - 26
10-) L. Felipe Branquinho - 17
11-) Pedro Caland - 16
12-) Leonardo Raucci - 9
13-) Igor Fraga - 5
14-) Yurik Carvalho - 5