Lewis Hamilton fatura terceira pole do ano na Espanha

Hamilton contornou começo ruim no Q3 para roubar a pole de Nico Rosberg

Lewis Hamilton fatura terceira pole do ano na Espanha
0.2 segundos separaram Hamilton e Rosberg na classificação

A Mercedes mais uma vez confirmou não só a pole position como a primeira fila, porém a realidade da classificação do GP da Espanha foi um tanto diferente da temporada 2016 da Fórmula 1, com Lewis Hamilton largando a frente e deixando boa margem para Nico Rosberg.

Assim que as luzes se acenderam em Barcelona, os dois carros da Manor e da Sauber foram os primeiros a cronometrar voltas, mas Lewis Hamilton e Nico Rosberg logo apareceram para colocar a Mercedes na frente, com o piloto alemão marcando 1:23.002.

Foi na metade do Q1 que o resto dos competidores começou a sair, com Red Bull e Ferrari vindo logo depois das flechas prateadas, mas a tarefa era passar para o Q2, e isso já estava feito. Em compensação Romain Grosjean via seu carro da Haas numa situação extremamente incômoda, pois ele se encontrava em décimo oitavo com 2 minutos para o fim da sessão, mas o francês contornou o infortúnio, ficando em décimo sexto.

Quem não teve a mesma sorte foi Felipe Massa, que entre as mudanças de posição na parte de baixo acabou sendo arremessado à zona de eliminação, e não teve como contra-atacar por conta da falta de tempo. Junto com ele foram Jolyon Palmer, Marcus Ericsson, Felipe Nasr, Pascal Wehrlein e Rio Haryanto.

No Q2 as Mercedes foram imediatamente para a pista de novo, dessa vez com Hamilton tomando a frente com o tempo de 1:22.159. Max Verstappen se estabeleceu em terceiro enquanto Kimi Räikkönen vinha com sua Ferrari em quarto.

Com só 2 minutos para terminar o Q2, a disputa para sair do calvário e ir para o Q3 ficou entre Nico Hülkenberg, Fernando Alonso, Daniil Kvyat, Jenson Button e Romain Grosjean. Para Kvyat, Button e Hülkenberg, veio a decepção de serem eliminados após frequentarem a décima posição, sendo acompanhados por Grosjean, Kevin Magnussen e Esteban Gutierrez. Quem comemorou foi a McLaren, pois com o décimo posto de Fernando Alonso, a equipe de Woking ia para o Q3 pela primeira vez na era das unidades Honda.

Começou o Q3 e Rosberg tomou a frente graças a um erro de Hamilton, um incômodo da sua aproximação com freadas tardias. Foi nesse momento que Max Verstappen tomou o segundo posto, porém a posição só durou até a segunda tentativa de Hamilton, que cravou 1:22.000 enquanto Rosberg ficou com 1:22.280. Daniel Ricciardo apareceu do nada e tomou o terceiro posto, enquanto Verstappen ficou no quarto lugar e manteve a segunda fila para a Red Bull.

1

44

LEWIS HAMILTON

ING

MERCEDES

1:22.000

2

6

NICO ROSBERG

ALE

MERCEDES

1:22.280

3

3

DANIEL RICCIARDO

AUS

RED BULL TAG HEUER

1:22.680

4

33

MAX VERSTAPPEN

HOL

RED BULL TAG HEUER

1:23.087

5

7

KIMI RÄIKKÖNEN

FIN

FERRARI

1:23.113

6

5

SEBASTIAN VETTEL

ALE

FERRARI

1:23.334

7

77

VALTTERI BOTTAS

FIN

WILLIAMS MERCEDES

1:23.522

8

11

SERGIO PEREZ

MEX

FORCE INDIA

1:23.782

9

14

FERNANDO ALONSO

ESP

MCLAREN HONDA

1:23.981

10

55

CARLOS SAINZ

ESP

TORO ROSSO FERRARI

1:24.077

11

27

NICO HÜLKENBERG

ALE

FORCE INDIA MERCEDES

1:24.203

12

22

JENSON BUTTON

ING

MCLAREN HONDA

1:24.348

13

26

DANIIL KVYAT

RUS

TORO ROSSO FERRARI

1:24.445

14

8

ROMAIN GROSJEAN

FRA

HAAS FERRARI

1:24.480

15

20

 KEVIN MAGNUSSEN

DIN

RENAULT

1:24.625

16

21

ESTEBAN GUTIERREZ

MEX

HAAS FERRARI

1:24.778

17

30

JOLYON PALMER

ING

RENAULT

1:24.903

18

19

FELIPE MASSA

BRA

WILLIAMS MERCEDES

1:24.941

19

9

MARCUS ERICSSON

SUE

SAUBER FERRARI

1:25.202

20

12

FELIPE NASR

BRA

SAUBER FERRARI

1:25.579

21

94

PASCAL WEHRLEIN

ALE

MANOR MERCEDES

1:25.745

22

88

RIO HARYANTO

IND

MANOR MERCEDES

1:25.939