O debute de Daniel Ricciardo com sua primeira pole position, em Mônaco

Os pilotos da Mercedes vieram em seguida, Rosberg e Hamilton, com Vettel na cola deles

O debute de Daniel Ricciardo com sua primeira pole position, em Mônaco
Getty Image

Daniel Ricciardo não poderia ter escolhido um cenário melhor para a primeira pole position de sua carreira. Ele simplesmente fez uma volta "obra-prima", perfeita, em todo o traçado de Monte Carlo, durante a classificaçao valida para a sexta rodada do Campeonato Mundial de F1.

O australiano confirmou o excelente momento da Red Bull após o triunfo de Max Verstappen em Montmelo- que neste sabado acabou batendo seu carro contra o guardrail e vai largar dos boxes, amanhã-  que como equipe volta a ter uma pole, depois de três anos, e todos concordam: foi um tempo incrível de 01.13 "622. O melhor volta deste sábado bateu o recorde de tempo de classificação, que era de Fernando Alonso- 1.13"962, em 2006, pela Renault.

Ricciardo deixou para trás as duas Mercedes, na sequência: o líder do mundial, Nico Rosberg, que conquistou a segunda posição, e o então até agora infeliz, Lewis Hamilton, que teve problemas no motor pela terceira vez este ano- um recorde, assim que saiu dos boxes para abrir o Q3, e conquistou a terceira posição com 320 milésimos atrás da primeira colocação.

O que não tivemos foi uma classificação emocionante, por parte da Ferrari. Sebastian Vettel fez o tempo mais rápido na última sessão de treinos livres pela manhã, mas encerrou a classificação apenas com o quarto tempo, quase um segundo (0,930) atrás da Red bull. Ainda pior foi Kimi Raikkonen: o homem de gelo conseguiu apenas a sexta posição (+1,110), mas irá largar na sexta fila- 11ª posição, devido penalidade recebida por ter substituido a caixa de cambio.

A pole position surpresa de Ricciardo começou com o planejamento do time no início do Q2, através da utilização dos pneus com que teria que iniciar a corrida e que, em teoria, não são "rápidos" para classificação, mas que podem aguentar até quase metade da prova. Mesmo assim, apesar disso, o australiano encerrou o Q2 com o quarto melhor tempo atrás de Rosberg, Hamilton e Vettel.

O Q3 começa imediatamente com um golpe para Lewis Hamilton- mais um para o campeão mundial, neste início conturbado de temporada, o terceiro problema em apenas seis corridas. O piloto inglês saiu dos boxes e sua Mercedes indicou problema de motor. Os mecânicos correram até o carro e trouxeram-o de volta para os boxes, empurrando. Hamilton ainda foi capaz de sair para o Q3, mas passou 5 minutos testando o carro e utilizou apenas a última volta para fazer tempo e assim largará na terceira posição, abrindo a segunda fila.

A sétima posição foi conquistada por Carlos Sainz a bordo Toro Rosso, à frente de Sergio Perez- Force India , Daniil Kvyat- 9º também com a Toro Rosso e Fernando Alonso em 10º com sua McLaren- entrando para o Q1 pela segunda vez seguida, este ano.

(Foto: Getty Image)
(Foto: Getty Image)

Ricciardo - "É um lugar especial e eu sabia no início do fim de semana que teria a chance de conquistar a pole. Já na quinta-feira tudo foi feito para sermos os melhores. Depois das últimas corridas em que eu consegui me colocar a frente, mas sem nunca ganhar o prêmio, eu merecia, e estava convencido de que poderia conquistar esta posição. Eu estou contente de ter conseguido. O carro está bom e também o pacote que desenvolvemos. Tenho de agradecer a equipe pelo trabalho realizado, é realmente incrível."

HAMILTON - "Foi uma qualificação difícil, eu realmente não sei o que dizer ", refletiu Hamilton. "Não tenho um bom sentimento agora. "Eu só estou tentando me manter focado. Estou ficando cada vez mais distante do campeonato e temos cada vez mais e mais problemas. Isso está se tornando uma regra para mim. "A coisa boa é que consegumos sair para fazer uma volta rápida, por isso não foi tão ruim quanto algumas outras sessões de classificação. A Pole estava lá para ser feita, e não fui eu, mas mesmo assim vou fazer o meu melhor para salvar o que puder amanhã. Será um pit-stop, estes pneus são tão duros que ele será  fácil fazer apenas um pit-stop", ele disse sobre a estratégia para a corrida.

"Então não há nada que possa fazer com a estratégia. Você não consegue ultrapassar aqui a menos que houver um carro de segurança ou chuva ou qualquer outra coisa. Eu não sei o que vai acontecer ..."

Vettel - "Estou decepcionado, muito decepcionado. O carro, que haviamos desde quinta-feira, era muito competitivo, assim como também nesta manhã, eu não estava preocupado, mas com o correr da classificação tivemos problemas de aderência e durante as voltas eu tinha um certo desconforto. Com pequenos erros aqui e ali. no final, eu fiz o que pude, mas não estava nem perto de conseguir o melhor. Eu perdi uma boa oportunidade e é bobagem dizer agora, se eu poderia ter feito ou não o pole, Nós não fizemos, mesmo que eu ache que o carro estava a altura. Talvez em algumas horas meu humor mude, mas agora que estou desapontado. Amanhã pode chover e por isso vamos ver como vai ser  a corrida e como guiarão os que estão a minha frente. Vamos ter que nos adaptar ao que os outros irão fazer "