Hamilton é atrapalhado por bandeira amarela no final e Rosberg crava pole position na Hungria

E o treino classificatório na Hungria foi um dos mais caótico dos últimos 4 anos, vimos 4 bandeiras vermelhas no Q1, e a utilização de três compostos diferentes ao final do Q2, porém o resultado já era previsto as duas Mercedes na ponta seguidas das duas Red Bull.

Hamilton é atrapalhado por bandeira amarela no final e Rosberg crava pole position na Hungria
XPB Images

E o que era esperado aconteceu o treino classificatório do GP da Hungria começou debaixo muito chuva e com isso o Q1 levou 20 minutos para se iniciar porém após 5 minutos de treinos a chuva forte voltou a cair em Hungaroring e com isso a primeira bandeira da sessão apareceu, a classificação que geralmente leva apenas 1 hora hoje acabou durando 2 horas por causa da chuva e das demais bandeiras vermelhas que teve. Para os fãs foi um treino sensacional cheio de muitas surpresas, porém as primeiras posições foram as mesmos que ocuparam. 

Nico Rosberg nos últimos instantes ou melhor na sua última tentativa conseguiu fazer a pole position, mas uma pole um tanto quanto duvidosa pois na sua volta da pole , Lewis Hamilton vinha para baixar só no primeiro setor 0,3s porém teve que tirar o pé no segundo setor que estava com bandeira amarela após Fernando Alonso que vinha a sua frente ter rodado na pista , porém quando Rosberg passou naquele setor havia bandeiras amarelas sendo sinalizadas porém o espanhol já havia tirado o carro de la, com isso a FIA entendeu que o alemão da Mercedes não fez nada de mais e largará amanhã na pole position seguido de seu companheiro de equipe.

Na terceira e na quarta colocação as posições tivemos a dupla da Red Bull como era esperado eles que já haviam mostrado força na terceira sessão de treinos livres chegaram a ameaçar as Mercedes no final do treino classificatório isso porque Daniel Ricciardo que fez o terceiro melhor tempo ficou um pouco mais de 0,1s do tempo de Hamilton já Max Verstappen que fez o quarto melhor tempo ficou bem longe de ameaçar as Mercedes.

A equipe Ferrari não teve muito que comemorar isso porque viu Kimi Raikkonen ficar no Q2 e Sebastian Vettel cravar apenas o quinto tempo seguido de Carlos Sainz Jr da Toro Rosso que fez o sexto melhor tempo.

A dupla da Mclaren repetiu o bom desempenho dos treinos livres e ficaram com a sétima e oitava colocação, porém o que chama a atenção é que Fernando Alonso passou as três sessões de treinos livres tendo o mesmo sétimo melhor tempo da sessão o que mostra uma surpreendente consistência.

O nono e o décimo lugar foram ocupados por Nico Hulkenberg da Force India e Valtteri Bottas da Williams.

Os brasileiros tiveram um treino um tanto quanto diferente para ambos isso porque Felipe Massa acabou batendo o carro ainda no Q1 e largará amanhã na décima oitava posição o que não é muito bom pois na Hungria sabemos que o quão difícil é ultrapassar, Felipe Nasr por sua vez colocou a Sauber por alguns momentos na primeira posição chegou a andar entre os 10 primeiros quando a pista ainda estava molhada porém quando ele secou e os outros pilotos começaram a melhorar ele não pode fazer muito e largará amanhã na décima sexta posição, seu companheiro de equipe Marcus Ericsson bateu no Q1 porém como já havia feito tempo e nenhum dos pilotos da Manor conseguiu superar ele largará na vigésima posição.

Além de Massa e Ericsson , Rio Haryanto da Manor também bateu no Q1 o que no totalizou nada mais nada menos que 4 bandeiras vermelhas só no Q1 .