O Teorema Verstappen

Futuro campeão ou maluco das pistas? O holandês provou no Grande Prêmio da Bélgica que precisa amadurecer.

O Teorema Verstappen
(Foto: Divulgação/XPB Images)

Max Verstappen ficou conhecido no mundo do automobilismo em 2014, quando começou a correr na Fórmula 3 e com apenas uma temporada de experiência, conseguiu entrar na Fórmula 1 em 2015. Houve muitas críticas, por exemplo, do campeão mundial de 1997, Jacques Villeneuve, que classificou sua estreia na Fórmula 1 com apenas 17 anos como “um insulto”, mas era inegável o garoto tinha talento.

Em 2015, estreou pela Toro Rosso e apesar de algumas barbeiragens, como no GP de Mônaco, fez uma boa temporada, foi muito bem na Malásia, Hungria, Estados Unidos e recebeu vários elogios ao final da temporada, tinha um grande futuro pela frente.

Nessa temporada, começou na Toro Rosso e por causa dos “encontros” entre Daniil Kvyat e Sebastian Vettel, Max foi promovido e conseguiu uma vaga na Red Bull. Na sua corrida de estreia pela nova equipe, ele foi espetacular e conseguiu a vitória, lutou de forma limpa contra Kimi Räikkönen. Depois disso, Max conseguiu o status de intocável na Fórmula 1.

No GP da Hungria desse ano, Verstappen defendeu de forma bem questionável sua posição contra o “Homem de Gelo” e após a corrida, debochou das reclamações do finlandês. Nesse fim de semana, em Spa, foi mais uma vez displicente. Na La Source, Max largou mal e enfiou o carro onde não tinha espaço e, com isso, acabou colidindo com Kimi. Mais tarde, na reta após a Eau Rouge, foi inconseqüente novamente - se Räikkönen não tivesse sido cauteloso, o acidente poderia ter sido muito feio. Após a corrida, Verstappen disse “Prefiro jogá-los para fora da pista”, se referindo as Ferraris e complementou “Eu só estou defendendo minha posição. Se alguém não gosta, é problema dele.” Mostrou, mais uma vez, uma postura irresponsável.

A FIA precisa parar de proteger o holandês e o mesmo precisa aprender que existem limites. Ser arrojado é uma coisa, não ligar para o que acontece na pista, é outra. Max Verstappen tem um ótimo futuro pela frente, mas precisa se controlar, antes que essas barbeiragens atrapalhem a sua carreira.