Legado Olímpico: Londres sedia os primeiros Jogos após a Segunda Guerra Mundial

Os Jogos de 1948, disputados na capital inglesa, foram os primeiros pós Segunda Guerra Mundial; Londres deu esperança a Europa e a todo o mundo

Legado Olímpico: Londres sedia os primeiros Jogos após a Segunda Guerra Mundial
Legado Olímpico: Londres sedia os primeiros Jogos após a Segunda Guerra Mundial

As Olimpíadas de 1948, ocorridas em Londres, entraram para a história como Jogos da Austeridade, por ter sido a primeira grande competição pós Segunda Guerra Mundial, após o cancelamento das edições de 1940 e 1944. Naquele momento as consequências dos seis anos de conflitos eram fortemente sentidas em todo o continente europeu. A Inglaterra, do rei George VI, mostrou-se gigante e fez da 14ª edição dos Jogos Olímpicos da era moderna um evento primoroso, que mostrou esperança e vida a todo o mundo, diante de todas as adversidades impostas pela guerra.

De 29 de julho a 14 de agosto, a capital inglesa, devastada no começo da década de 40 pela força aérea nazista, recebeu mais de 4100 atletas, de 59 nações. O sentimento criado foi de vitória mútua, com recordes postos em segundo plano. O esforço dos oito milhões de londrinos somou-se aos de mais de cinco mil atletas e o resultado foi incrível.

“O importante nos Jogos Olímpicos não é vencer, mas sim participar. O essencial na vida não é conquistar, mas lutar com dignidade” - Pierre de Coubertin. O lema do fundador dos Jogos Olímpicos modernos, presente no placar do Estádio de Wembley, refletiu de forma perfeita o que ocorreu na capital inglesa.

O que melhorou após os jogos?

A Olimpíada de 1948 foi a primeira a ser transmitida pela televisão para residências particulares. A partir desses jogos, todas seriam transmitidas e com o decorrer do tempo a transmissão chegaria a mais lugares no mundo. E em 1968, 20 anos depois do evento na capital inglesa, nas Olimpíadas da Cidade do México, os jogos começaram a ser transmitidos em cores.

As provas de natação começaram a ser realizadas em piscinas em 1948, pois antes eram disputadas em pleno mar. Atualmente, a competição de natação tem quatro estilos: peito, costas, borboleta e livre. Mas existem também as disputas do nado medley, em que o atleta deve de utilizar os quatro estilos numa mesma prova.

As competições de natação começaram a ser disputas em piscinas apenas em 1948 (Foto: Arquivo BBC)
As competições de natação começaram a ser disputas em piscinas apenas em 1948 (Foto: Arquivo BBC)

O que piorou após os jogos?

Nos Jogos de 1948 foram realizadas competições olímpicas relacionadas a arquitetura, a escultura, a pintura, a literatura e a música. Entretanto essas competições foram substituídas por programações culturais em locais separados das atividades olímpicas, como concertos musicais e peças teatrais.

Como estão as instalações olímpicas?

Para os Jogos de 1948 nenhum local de prova foi construído, devido aos estragos resultantes da Segunda Guerra Mundial, que teve fim em 1945. O legado de instalações não pode ser comparado a de outras cidades que receberam as Olimpíadas, como, por exemplo, o local onde as atletas ficaram instalados: barracões no campus da Royal Air Force e em escolas no Richmond Park. Os alojamentos não eram cômodos e ficavam longe dos locais de provas, tendo como consequência problemas de locomoção.

O Estádio Olímpico de White City situava-se no oeste da cidade. Hoje, o local é ocupado por um prédio da rede de comunicação BBC. O antigo Estádio foi demolido em 1985 e tinha capacidade para 68 mil pessoas. Londres também aproveitou os espaços construídos para os Jogos disputados 40 anos antes, em 1908.

Para aquela Olímpiada o velho Estádio de Wembley foi adaptado para receber provas de atletismo e natação. Porém em 2003 este, que tinha capacidade para 82 mil pessoas, foi demolido e deu lugar ao atual, bem mais moderno e com espaço para 90 mil espectadores.

O antigo Wembley, demolido em 2003 (Foto: Arquivo The Time)
O antigo Wembley, demolido em 2003 (Foto: Arquivo The Time)

O antigo Estádio do Arsenal, time de futebol, também foi usado nos Jogos. E como os outros dois, foi demolido e uma quadra foi construída no seu lugar. Todavia o prédio que fazia parte do complexo foi tombado pelo seu valor histórico, ainda está de pé e agora abriga um complexo residencial, com apartamentos construídos onde ficavam as arquibancadas.

Destaques

Fanny Blankers-Koen: a atleta holandesa foi o grande destaque da edição de 1948. Fanny conquistou quatro medalhas de ouro no atletismo nas quatro provas que disputou. Ela não pode disputar mais provas, pois o regulamento vetava.

Koen conquistou quatro medalhas douradas em 1948 (Foto: Keystone-France/Getty Images)
Koen conquistou quatro medalhas douradas em 1948 (Foto: Keystone-France/Getty Images)

Bob Mathias: com 17 anos, o jovem norte-americano conquistou o ouro no decatlo e tornou-se o mais jovem campeão olímpico no atletismo. Ele chegou ao bicampeonato em Helsinque-1952.

Alice Coachman: a norte-americano tornou-se a primeira atleta negra a conquistar uma medalha de ouro olímpica ao vencer a competição de salto em altura.

Karoly Takacs: o húngaro atirava com a mão direita, até que em 1938, em um acidente com granada, perdeu essa mão. Takacs aprendeu a atirar com a mão esquerda e conquistou o ouro em Londres 1948, no tiro rápido de 25 metros. Em 1952 conquistaria o bi-campeonato, em Helsinque.

Takacs teve que se reiventar (Foto: Getty Images)
Takacs teve que se reiventar (Foto: Getty Images)

Brasil conquista medalha com o basquete masculino após 28 anos

O Brasil ficou três Olimpíadas sem conquistar medalha. E em 1948 o país sul-americano voltou ao pódio, com a seleção masculina de basquete, que conquistou o terceiro lugar, logo a medalha de bronze e a primeira medalha brasileira em esportes coletivos.

O time brasileiro disputou nove partidas e perdeu apenas uma, para a França, na semifinal da competição. Na disputa pelo terceiro lugar derrotou a seleção mexicana, com o placar de 52 a 47.