Análise da chave masculina de Roland Garros

O torneio no saibro francês terá início neste domingo (22)

Análise da chave masculina de Roland Garros
Análise da chave masculina de Roland Garros/ Foto: Julian Finney/ Getty Images

Roland Garros, segundo Grand Slam do ano, será realizado entre os dias 22 de maio a 5 de junho. Esta será a 115ª edição do torneio. Ele ocorre em Paris e tem como premiação total o valor de € 32.017.500,00. Nesta sexta-feira, 20, o sorteio de chaves foi realizado e a equipe da VAVEL Brasil fará agora uma análise dos confrontos.

O sérvio e líder do ranking, Novak Djokovic iniciará sua trajetória, em busca de conquistar o único torneio de Grand Slam que nunca venceu, enfrentando o taiwanês Yen-Hsun Lu, número 100 do mundo. Na segunda rodada, o sérvio terá chances de enfrentar um tenista proveniente do qualifying e poderá pegar o número 31, Federico Delbonis na terceira.

O número um poderá ter em seu caminho o tcheco Tomas Berdych em um possível confronto nas quartas de final. Como o sérvio e o espanhol Rafael Nadal, quinto do ranking, caíram do mesmo lado da chave, caso os dois avancem, poderão se enfrentar somente em uma das semifinais do torneio. Em uma possível final, Djokovic poderá enfrentar Andy Murray, número dois, que venceu o último confronto entre os dois ao ser campeão do Masters 1000 de Roma.

Nadal poderá enfrentar na terceira rodada o português João Sousa e enfrentar em possíveis confrontos a promessa austríaca, Dominic Thiem, o francês Jo-Wilfried Tsonga. E poderá enfrentar o número dois, Murray, somente se os dois avançarem até a final.

Já o britânico terá como adversário em sua estreia o tcheco de 37 anos, Radek Stepanek. Caso o número dois avance, poderá enfrentar na terceira rodada o croata Ivo Karlovic e nas quartas o japonês Kei Nishikori.

Por estar se recuperando de uma artroscopia e problemas nas costas, Roger Federer não irá jogar Roland Garros. Esta é a primeira vez que não joga o torneio desde 1998 e perde assim seu recorde de 65 aparições seguidas em torneios de Grand Slam. Além de Federer, o notório tenista francês Gael Monfils também não participará do torneio por alegar estar com vírus.

O compatriota de Roger e campeão da última edição, Stan Wawrinka enfrentará na primeira rodada o tcheco Lukas Rosol. Na segunda poderá enfrentar o japonês Taro Daniel ou o esloveno Martin Klizan. Caso avance, terá chance de enfrentar Gilles Simon, Viktor Troicki ou até mesmo o búlgaro Grigor Dimitrov. Seu possível adversário nas quartas é o canadense Milos Raonic.

Os brasileiros não terão vida fácil em Roland Garros. Rogério Dutra Silva enfrentará na primeira rodada o francês Gilles Simon e Thomaz Bellucci fará sua estreia contra Richard Gasquet. Caso avance, Bellucci pode ter em seu caminho o polêmico australiano Nick Kyrgios e Kei Nishikori.

Dois jogos que podem ser interessantes na primeira rodada é o confronto entre o jovem croata Borna Coric, que já derrotou Andy Murray e Rafael Nadal, e o americano Taylor Fritz. Outro jogo que merece a devida atenção é o do alemão Alexander Zverev contra o francês Pierre-Hugues Herbert.

Caso Novak Djokovic seja campeão, o sérvio empatará em número de títulos de Grand Slam com o ex tenista australiano Roy Emerson. Rafael Nadal sendo campeão venceria o torneio pela décima vez sendo líder absoluto de tenista com mais títulos em um mesmo Grand Slam. O segundo colocado é o já falecido ex tenista Max Décugis que venceu Roland Garros em oito oportunidades. Se Andy Murray ou Stan Wawrinka for campeão, o mesmo empatará com o ex tenista brasileiro Gustavo Kuerten com três títulos de Grand Slam na Era Aberta.