Murray supera Edmund e vai à semifinal do ATP 500 de Pequim

Vice-líder do ranking mundial venceu compatriota em sets diretos

Murray supera Edmund e vai à semifinal do ATP 500 de Pequim
Murray celebra vitória contra Edmund/ Foto: Wang Zhao/ AFP
Andy Murray
2 0
Kyle Edmund

Nesta sexta-feira (07), ocorreu o quinto dia de jogos válidos pelo ATP 500 de Pequim, na China. Cabeça de chave número um e vice líder do ranking da ATP, o escocês Andy Murray venceu Kyle Edmund da Grã Bretanha por dois sets a zero, com parciais de 7/6 e 6/2, em uma hora e 49 minutos de jogo. Com a vitória, o escocês avançou à fase semifinal da competição.

O adversário de Murray na próxima rodada será o espanhol David Ferrer - 13º colocado no ranking mundial - que vem de vitória sobre o jovem alemão Alexander Zverev por dois sets a um, com parciais de 6/7 6/1 e 7/5, em duas horas e 21 minutos em quadra. Ex-top 3, o tenista de 34 anos nascido em Javea, vem em decadência no circuito. No entanto, com bons resultados no final desta temporada, mostra que tem potencial para figurar entre os melhores novamente.

Este será o 20º encontro entre os dois em partidas válidas pelo circuito profissional da ATP. No confronto direto, Murray leva a melhor com 13 vitórias, contra apenas seis do tenista da Espanha. No último jogo entre ambos, o escocês levou a melhor nas quartas de final do Australian Open, ao ganhar por três sets a um, com parciais de 6/3 6/7 6/2 e 6/3.

Depois de bater o veterano italiano Andreas Seppi em sets diretos, com parciais de 6/2 e 7/5, em uma hora e 26 minutos, Murray derrotou Andrey Kuznetsov da Rússia por dois sets a zero, com parciais de 6/2 e 6/1, em uma hora e 16 minutos de partida.

Novak Djokovic fora

Atual campeão, o número um do mundo, Novak Djokovic da Sérvia desistiu do torneio por conta de lesão. "Por enquanto, meu plano é ir à Xangai. O número um do mundo e os títulos não são mais minha prioridade neste momento, mas eu posso garantir que, como sempre, estarei motivado" confessou o natural da capital sérvia.

"Ainda há uma microlesão no meu cotovelo, mas nada preocupante a longo prazo. Sinto que estou realmente muito perto do meu máximo, mas as lesões afetaram meu saque. Mesmo assim, estou satisfeito com a temporada. Não tenho nenhum arrependimento" esclareceu.

O ATP 500 de Pequim, o China Open, ocorre entre os dias 30 de setembro e nove de outubro. O torneio distribui 500 pontos no ranking da ATP. O atual campeão é o sérvio Novak Djokovic. A melhor cobertura do tênis mundial, você acompanha na VAVEL Brasil.