Andy Murray vence Dimitrov e se consagra campeão do ATP 500 de Pequim pela primeira vez

Britânico número dois do mundo venceu o búlgaro por dois sets a zero, com parciais de 6/4 e 7/6 e conquistou o 40° título nível ATP da carreira

Andy Murray vence Dimitrov e se consagra campeão do ATP 500 de Pequim pela primeira vez
Foto: Getty Images/VCG

Andy Murray segue brilhando em 2016. O britânico número dois do mundo levantou pela primeira vez nesse domingo (10), o troféu do ATP 500 de Pequim. Para conquistar seu 40° título nível ATP na carreira, Murray venceu na final o búlgaro Grigor Dimitrov, 20° do ranking da ATP, em sets diretos com parciais de 6/4 e 7/6 em 1h57 minutos de partida.

Essa foi a primeira vez desde 2011, que o escocês consegue cinco títulos no mesmo ano. Dos tenistas ativos, apenas três passaram da marca de 40 títulos nível ATP: O suíço Roger Federer (88), o espanhol Rafael Nadal (69) e o sérvio Novak Djokovic (66). 

Andy Murray se impõe em quadra

O britânico começou muito bem a partida, conseguindo a quebra logo no segundo game abrindo 2-0. Com a vantagem no set, o tenista número 2 do mundo se manteve bem nos saques e conseguiu segurar Dimitrov, que se tornou mais agressivo no jogo em busca da igualdade. Com um jogo consistente, Murray fechou a primeira parcial em 6/4 e abriu 1 a 0 na grande final.

Na segunda parcial, o duelo se tornou ainda mais acirrado. Dimitrov foi mais a rede com intuito de pressionar o britânico. No nono game, o esforço do bulgáro não teve efeito e Murray quebrou seu saque e teve a chance de sacar para o jogo.

O duelo que parecia estar no seu fim, acabou tendo mais um capítulo. Dimitrov devolveu a quebra, e logo após confirmarem seus serviços, o set foi para o tie break. Na definição do set, mais uma vez Andy Murray cresceu na partida e foi para cima, acabando por fechar o tie break em 7-2, o jogo em dois a zero e faturando o título em Pequim.

Agora o britânico número dois do mundo, está apenas 1.555 pontos do sérvio Novak Djokovic, no ranking da ATP.