Brasil domina e vence Polônia sem dificuldades na Liga Mundial

Jogando na França, seleção de Bernardinho encontrou dificuldades nos primeiros sets, mas se impôs no terceiro para garantir importante vitória

Brasil domina e vence Polônia sem dificuldades na Liga Mundial
Polônia não consegue parar seleção de Bernardinho e perde por 3 a 0 (Foto: Reprodução/FIVB)
Brasil
3 0
Polônia

Jogando em Nancy, na França, o Brasil derrotou a Polônia por 3 a 0 na manhã desta sexta-feira (1) em jogo válido pelo grupo 1 da Liga Mundial de Vôlei 2016. As parciais marcaram 30/28, 25/21 e 25/16.

Os maiores pontuadores do Brasil na partida foram Wallace, com 14 pontos e Maurício Souza, com 11. Pela Polônia, Kubiak marcou nove pontos. O Brasil volta à quadra amanhã também às 10h da manhã, contra a Bélgica.

Primeiro set se prolonga e demonstra equilíbrio das equipes

O Brasil começou o primeiro set tentando se recuperar da derrota contra a Sérvia. Mas os erris de recepção complicaram a tarefa no primeiro set. Com dois erros de recepção de Maurício Borges, os poloneses chegaram a abrir 3 a 1 no começo da partida.

Os brasileiros conseguiam equilibrar a partida, mas a seleção polonesa foi para o tempo técnico liderando a partida. Em seguida, uma paralela de Kurek para fora deixou o placar em 8 a 6. Os poloneses eram ajudados pela maior estatura de seus jogadores; Bieniek passou pelo bloqueio brasileiro para marcar 11 a 9.

O equilíbrio do set ficou demonstrado quando Kurek tentou mais uma paralela, errando, o polonês deixou o placar em 16 a 16. Com problemas na recepção, que deixaram o técnico Bernardinho irritado, o Brasil não conseguia assumir a liderança.

Chegando em 24 a 23, a Polônia teve quatro set points, mas não conseguiu fechar o set. Na hora decisiva Bieniek errou e o Brasil conseguiu a virada, o placar agora marcava 28 a 27 para o time brasileiro. Com ponto de bloqueio a seleção brasileira fez 29 a 28, e, após erro de Konarski, o time de Bernardinho levou o primeiro set: 30 a 28.

Brasil abre vantagem de 2 a 0 e encaminha vitória tranquila no terceiro set

Se o primeiro set começou com a liderança polonesa, no segundo os papéis se inverteram: depois de um bom saque de Maurício Borges, a seleção abriu 8 a 4. Os poloneses, no entanto, reagiram: com boa defesa, os europeus conseguiram marcar 9 a 9 após contra-ataque.

A partida seguiu equilibrada com as equipes trocando pontos: após saque de Lucarelli na rede o placar marcava 19 a 19. Com ataque de Kurek – que ia mal na partida – para fora o Brasil abriu dois em 22 a 20.

A reta final do set teve quatro pontos consecutivos do Brasil, o que deu tranquilidade para que a seleção de Bernardinho fechasse o segundo set: William levantou para Maurício Borges e o jogador correspondeu. O Brasil venceu o set por 25 a 21.

Num jogo bastante equilibrado, os detalhes decidiam quem tinha a vantagem: com invasão de Lucão o placar mostrava 4 a 3 para a Polônia. Em sintonia, Bruninho e Lucão estavam sendo efetivos no ataque: com bola rápida do levantador brasileiro, a seleção empatou a partida em 7 a 7.

Com saque flutuante de Maurício Souza a seleção polonesa demonstrou dificuldade na recepção. Com a jogada comprometida do outro lado da quadra, o Brasil abriu 13 a 11. Com tranquilidade e indo bem no ataque, o Brasil conseguiu abrir uma vantagem importante em momento crucial da partida: após erro de Kubiak o placar marcava 19 a 15 para o Brasil.

Dominante na reta final, o Brasil fechou a partida rapidamente: após saque de Kubiak que encontrou a rede, a seleção teve match point em 24 a 16. Lucarelli soltou o braço, complicou a recepção polonesa e fechou a partida em 25 a 16.