Em 'amistoso de luxo', Brasil vence França e se prepara para fase final da Liga Mundial

Com os reservas brasileiros sendo mais utilizados, equipes fizeram jogo equilibrado e de bom nível

Em 'amistoso de luxo', Brasil vence França e se prepara para fase final da Liga Mundial
Com os dois times se preparando para a fase final, Wallace e Ngapeth disputam ponto na rede (Foto: Reprodução/FIVB)
França
1 3
Brasil

Jogando em Nancy, na França, a seleção brasileira derrotou o time da casa por 3 a 1 no último jogo da fase de grupos da Liga Mundial disputado neste domingo (3). Ambas as seleções estavam classificadas para a fase final da competição, que será disputada entre os dias 13 e 17, na Sérvia.

O Brasil aproveitou a oportunidade para usar os reservas: Mauricio Souza foi o destaque do Brasil na partida, com nove pontos de bloqueio. Mauricio Borges foi o maior pontuador, com 19 pontos. Pelo time francês Earvin Ngapeth também marcou 19 vezes, Julien Lyneel fez 13 pontos.

Brasil vence primeiro set jogado em alto nível e bastante equilibrado

O jogo começou equilibrado e as equipes trocaram pontos até o 3 a 3, na sequência a equipe brasileira embalou e chegou a abrir 7 a 3 após ace de Maurício. A seleção francesa reagiu e, com o apoio da torcida, empatou a partida.

A primeira parada técnica da partida veio após ponto de Lyneel: a França virou o jogo para 8 a 7. Sem abrir grandes margens desde o começo do jogo, as equipes iam bem na defesa e proporcionavam um bom jogo ao público. Na segunda parada técnica, a França liderava por 16 a 14 após disputa na rede de Ngapeth contra o bloqueio brasileiro.

A reta final continuou disputada: após bloqueio de Mauricio Souza em Ngapeth o Brasil empatou a partida em 20 a 20. Fundamental na reta final, Mauricio Souza bloqueou novamente – desta vez Rouzier – e o Brasil passou a frente no placar: 22 a 21.

O Brasil fechou o primeiro set após ótimo saque de Wallace que dificultou a recepção francesa. Com a jogada comprometida, Ngapeth foi bloqueado, novamente por Mauricio Souza e a seleção de Bernardinho fechou a primeira parcial em 25 a 21.

Segundo set dá vantagem ao Brasil, que abre 2 a 0 e fica confortável

Os reservas brasileiros, que aproveitavam o jogo com a seleção já classificada para a fase final, iam bem e, errando pouco, mantinham o jogo equilibrado contra a seleção da casa. A primeira parada técnica do segundo set veio com o Brasil liderando por 8 a 7.

Voltando do tempo, o Brasil conseguiu abrir vantagem: após bloqueio de Evandro em Ngapeth o Brasil chegou a abrir 10 a 7. Os jogadores franceses no entanto não desistiam: a seleção da casa chegou a virar a partida: 12 a 11.

 Funcionando, o bloqueio brasileiro mantinha o jogo equilibrado Evandro mais uma vez, dessa vez parando Lyneel marcou 13 a 12, era o oitavo ponto de bloqueio do Brasil na partida. Nenhum dos dois times diminuía o ritmo, e a partida continuava equilibrada: após ataque de Le Goff a França assumiu a liderança do segundo ser: 20 a 19.

Após lambança de Ngapeth no levantamento, a seleção brasileira empatou o jogo em 22 a 22. Com o jogo em 24 a 24, Wallace foi para o saque, dificultou a recepção francesa e Rouzier atacou na rede. Com o set point, Wallace novamente sacou bem, desta vez no meio da quadra, para decretar 2 sets a 0 para o Brasil.

França não desiste e complica no terceiro set, mas Brasil se impõe e vence

Apesar das duas seleções já estarem classificadas a França não desistiu do jogo e o equilíbrio continuou: chegando ao tempo técnico, a seleção da casa liderava a partida por 8 a 5. Após erro de Douglas Souza, a França abriu 15 a 11 e se manteve viva, tentando forçar o quarto set.

Com ampla vantagem em momento importante do set a França abriu cinco pontos: 18 a 13 após bola para fora de Wallace que fez Bernardinho pedir tempo. Na hora de decidir, os franceses permitiram uma reação brasileira: com dois sets points, Lyneel mandou duas bolas para fora e o placar chegou em 24 a 22. A França, no entanto, fechou o set após pedido de tempo: 25 a 22.

Determinada a empatar a partida, a seleção francesa abriu 4 a 1 no começo do quarto set, mas os comandados de Bernardinho reagiram: Evandro explorou o bloqueio e empatou a partida em 4 a 4. Com a França em vantagem Ngapeth marcou seu quarto ace no jogo e colocou o placar em 14 a 11 para o time da casa, o que fez Bernardinho pedir tempo.

Na segunda metade do set no entanto, o Brasil conseguiu uma reação: após Rossard atacar para fora a seleção brasileira chegou ao empate em 14 a 14. Embalado, o time brasileiro abriu vantagem após ataque de Mauricio Souza: 20 a 17.

Nos últimos pontos a França chegou a ensaiar uma reação e diminuiu a diferença para um ponto, mas Wallace e Maurício Souza comandaram a arrancada e vitória do Brasil, no entanto foi outro Mauricio que deu a vitória ao time brasileiro: o Borges, que após explorar o bloqueio fechou o jogo em 25 a 21.