Sérvia não encontra resistência diante do Brasil e conquista título inédito da Liga Mundial

Comandados de Nicola Grbic somam 20 pontos em jogo pelo centro, erram pouco, e triunfam sem a presença de seu melhor jogador, Atanasijevic

Sérvia não encontra resistência diante do Brasil e conquista título inédito da Liga Mundial
(Foto: FIVB/Divulgação)
Brasil
0 3
Sérvia

Na tarde deste domingo (17), a Sérvia venceu o Brasil por 3 sets a 0 (25/22, 25/22 e 25/21), em Cracovia, conquistando pela primeira vez a Liga Mundial de Vôlei, após 6 vice-campeonatos, metade deles contra a seleção brasileira, além de uma derrota para França no Maracanãzinho em 2015.

Sem Atanasijevic, um dos melhores atacantes do mundo, a tarefa parecia árdua mas foi executada com primor um duas oportunidades contra o time brasileiro. Primeiro no Rio de Janeiro logo na semana de abertura e no jogo final na capital polonesa.

Coube a Ivovic ser o anotador máximo na partida histórica, somando 16 pontos, sendo 14 de ataque. Drazen Luburic o seguiu com dez pontos no selecionado sérvio. Jogando praticamente sozinho, o ponteiro brasileiro Wallace tentou 26 ataques mas converteu apenas 15 deles, somando 18 pontos entre todos os fundamentos.

A partida

O jogo sempre esteve em domínio sérvio no set inicial com Podrascanin e Ivovic se destacando, porém a seleção brasileira estava perto do marcador até a parcial 13 a 13. Foram 5 pontos seguidos em ataques pelo centro ou em erros do ataque(foram 5 no set), abrindo 20 a 15 e praticamente decretando o 1 set a 0.

A seleção brasileira melhorou no jogou mas ainda sofria na falta de pontaria ofensiva tendo assim uma desvantagem na primeira parcial, 8 a 5. A arrancada do adversário veio em mesma época que no set anterior. Logo após a parcial 13 a 13 os sérvios tomaram a frente do marcador e não mais saíram. O Brasil até encostou na entrada de Lipe porém o mesmo cometeu erro fatal em toque na rede dando 2 pontos de vantagem para Sérvia.

No set derradeiro não houve dificuldades em favor do time europeu. Lisinac pontua, Luburic pontuava, Podrascanin, Uros Kovacevic... qualquer um que acionado fosse virava os ataques com facilidade. Lipe quando entrou foi o único atleta brasileiro contestando chutes através do bloqueio. Os erros continuavam aparecendo e assim a Sérvia foi a segunda parcial liderando por 5 pontos, 16 a 11. A seleção brasileira tentou correr atrás, em vão. Vitória no set por 25 a 21, fechando em 3 sets a 0.