Brasil derrota Japão sem dificuldades e garante classificação antecipada no Vôlei Feminino

Brasil passou por 3 a 0 pelo Japão em jogo válido pela terceira rodada da fase classificatória; Central Thaisa estreou

Brasil derrota Japão sem dificuldades e garante classificação antecipada no Vôlei Feminino
Foto: Divulgação/Time Brasil

O jogo desta quarta-feira (10) entre Brasil e Japão no vôlei feminino era colocado como o mais difícil deste grupo A da Olimpíada. No entanto, o que foi apresentado em quadra do Maracanãzinho foi uma partida em que as meninas brasileiras impuseram o controle.  Fecharam os três sets (25/18, 25/18 e 25/22) em aproximadamente 1h30 de duração.

O Brasil está invicto nos Jogos Olímpicos, sem perder nenhum set. O próximo compromisso da seleção já classificada para as quartas de final será jogo da fase de grupos que ainda faltam duas partidas para os mata-matas. Nessa sexta-feira (12), assim como o Brasil enfrenta a Coreia do Sul às 22h35, o Japão encontrará a Rússia, às 20h30.

As japonesas formam um time compactado e por isso retardava a organização em quadra que possibilitou o surgimento de espaços na defesa, muito aproveitados pela ponteira Natália. Do mesmo modo que o Brasil se colocou para jogo, as japonesas tentavam ver a melhor organização entre todas as atletas relacionadas para o jogo.

Do lado brasileiro, tinha pontos de largada de bola, pancada, ace e muita vibração e garra. Um dos nomes mais falados nesta noite, a ponteira Natália até feriu a mão com um corte na placa de publicidade ao tentar salvar uma bola. As jogadoras Jaqueline e Thaisa foram ovacionadas pela torcida quando entraram para jogo, esta fez sua estreia após ter sido diagnosticada com um estiramento na panturrilha esquerda.

As nossas meninas abriram uma vantagem no primeiro set. Desde o início da partida a capitã Fabiana vinha sendo muito marcada e não conseguia subir sozinha. Desta maneira, coube à levantadora Dani Lins diversificar bastante o ataque canarinho. O primeiro set terminou 25 a 18.

Com o mesmo resultado, 25 a 18, o Brasil já se colocava dois sets na frente. Este foi um tempo que começou mais apertado e a distribuição de pontos do Brasil passavam por todas as jogadoras. As japonesas queriam construir a oportunidade de vencer e foi set que elas mais apertaram no placar.

A festa no Maracanãzinho estava linda, a torcida apoiava e já comemorava a classificação antecipada para as quartas de final que iniciam na terça-feira (16). O terceiro set teve mais erros, o Brasil pecou na lerdeza para desenvolver um contra-ataque e a defesa abria em alguns lances inexplicáveis. Com o fim da última parcial em 25 a 22, o técnico José Roberto Guimarães afirmou que irá observar esses erros, pois em finais não existe paciência para falhas.