Polônia triunfa sobre Argentina e lidera Grupo B do vôlei masculino na Rio 16

Equipe do leste europeu consegue importante vitória rumo à classificação; já argentinos que fazem bom torneio tem sua empolgação freada

Polônia triunfa sobre Argentina e lidera Grupo B do vôlei masculino na Rio 16
Foto: Buda Mendes / Getty Images

Nesta quinta-feira (11) Polônia e Argentina se enfrentaram no Maracanãzinho pela terceira rodada do vôlei masculino nas Olímpiadas do Rio 16. Numa partida que teve parciais equilibradas mas que não apontaram para o notório domínio que os poloneses tiveram ao longo do jogo só tendo maiores sobressaltos na última parcial e assim vencendo por 3 sets a 0 parciais de 25/21 e 25/19 e 37/35.

Com a vitória o time polônes chegou aos oito pontos e ocupa a ponta da chave, já os argentinos pararam nos seis pontos e estão na terceira colocação. Na próxima rodada a Polônia volta à quadra contra a Rússia no sábado (13) às 15h, enquanto os hermanos jogam no mesmo dia só que às 11h35 contra Cuba.

O jogo começou com os europeus se estabelecendo na frente do placar e fazendo rapidamente 8 a 5 num primeiro momento da parcial, não demorou muito com a força de seu ataque e bloqueio a Polônia fez 16 a 10 num segundo momento e na reta final apesar da melhora do time argentino, o time europeu fez 25 a 21 no primeiro set.

Na segunda parcial o panorama não se alterou com os poloneses mantivendo-se no saque e no bloqueio para fazer 9 a 4, na segunda parte continuando bem no passe e seguindo forte no ataque e se manteve com boa vantagem 18 a 12, no desfecho final apesar de nova reação sul-americana, acabou fechando o set em 25 a 19.

Já no último set o que se viu foi um jogo muito mais parelho que também se notabilizou com o mais longo da história olímpica com 38 minutos de duração, os argentinos tiveram sua primeira boa vantagem ao longo da partida fazendo 16 a 13 e empolgando sua grande torcida no ginásio.

Mas o jogo voltou a ficar bem próximo e as equipes ficaram igualadas em 22 pontos, e assim continuaram trocando pontos longamente por dez vezes após os 25 pontos, até que Kurek colocou no chão o último ataque e fez 37 a 35 e assim fechou o jogo.