Rio de Janeiro confirma favoritismo e bate Fluminense na estreia da Superliga Feminina de Vôlei

Cartão de visitas já foi dado pelas atuais campeãs

Rio de Janeiro confirma favoritismo e bate Fluminense na estreia da Superliga Feminina de Vôlei
Foto: Divulgação/CBV

Começou a Superliga Feminina de Vôlei, torneio mais importante do calendário nacional, onde várias mulheres de vários clubes vão batalhar na busca de um único objetivo, o título. Fluminense e Rio de Janeiro estrearam em um jogo onde as atuais campeãs dominaram, um 3 sets a 0 (25/21, 25/19 e 25/17) para já deixar claro que vão precisar soar sangue para bater as meninas de Bernardinho.

No primeiro set, que foi o mais disputado do jogo, o Rio conseguiu vencer mesmo com a sua recepção encontrando dificuldades no saque das tricolores. O fator que desequilibrou foi no momento de virar a bola, pois as atuais campeãs fizeram 18 pontos de ataque, contra 13 do Fluminense, que até conseguiu ser melhor nos bloqueios (3 a 1), mas não foi suficiente, 25 a 21 para o Rio de Janeiro.

A história no segundo set foi um pouco mais fácil, pois o Rio de Janeiro seguiu tranquilo na virada de bola, mesmo tendo empatado nesse fundamente com o Fluminense, mas o bloqueio funcionou melhor, e também o tricolor carioca errou muito, assim facilitando a vida do Rio. 25 a 19 e 2 sets a 0 no jogo.

No terceiro e último set, as atuais campeãs apenas confirmaram os ataques, botando bola por bola no chão, e contou com uma ajuda do Fluminense, que encontrava muitas dificuldades para virar as bolas, já que a defesa do Rio se solidificou. Foi um 25 a 17 mais tranquilo, 3 sets a 0 no placar e uma boa vitória do Rio da Janeiro.

O jogo teve uma tônica meio que perceptível antes mesmo dele começar, pois inevitavelmente o Fluminense esbarraria na superioridade técnica do Rio, e isso se tornou mais óbvio quando começou a partida e o Rio de Janeiro se mostrou muito seguro para virara as bolas, triunfo sem dificuldades.

O Fluminense volta a jogar na próxima sexta-feira (04), e o adversário será o Rio do Sul, em solo carioca. Já o Rio de Janeiro, também jogará em casa, e será contra o Renata Valinhos/Country, na quinta-feira (03).