Benfica x Braga: Bis de Mitroglou e sorte de Pizzi levam o Benfica à liderança

O Benfica venceu esta noite o Sporting de Braga por 3-1 numa noite em que o bom futebol foi o Rei dos 90 minutos.

Benfica x Braga: Bis de Mitroglou e sorte de Pizzi levam o Benfica à liderança
Benfica x Braga: Bis de Mitroglou e sorte de Pizzi levam o Benfica à liderança

Três golos chegaram (e sobraram) para o Benfica voltar ao primeiro lugar da tabela classificativa. A equipa de Rui Vitória é líder isolada da tabela classificativa com mais um ponto que o Sporting. 

Os encarnados aproveitaram da melhor maneira os desaires de FC Porto e Sporting, e Mitroglou (26' e 78') e Pizzi (74') não desperdiçaram as oportunidades para bater Marafona e garantir os 3 pontos que eram precisos. 

Mano-a-Mano 

Se há coisa que ficou marcada ao longo de toda a partida, foi o bom futebol, mas o jogo desta noite também conta com dois dados bastante curiosos: os irmãos Ricardo e André Horta foram plantados nos onzes iniciais por ambos os treinadores. Mas também Rafa reencontrou a antiga equipa, ainda que visse o jogo da bancada. 

No que às equipas propriamente ditas diz respeito, do lado encarnado o destaque prende-se com o regresso de dois grandes nomes ao onze inicial: Júlio César e Mitroglou. Ambos decisivos ao longo de toda a partida para o resultado final. 

Se do lado do Benfica foi Júlio César quem segurou a baliza e Mitroglou o ataque, do lado do Braga foi Marafona quem não permitiu que o cenário acabasse por ser mais negro do que aquilo que acabou por ser. 

Marafona e Mitroglou

A primeira metade do encontro que fechou esta 5ª jornada fica marcada por dois nomes, um de cada lado. Se Mitroglou fez o que lhe competia ao bater o guarda-redes minhoto aos 26', depois de uma grande jogada de Gonçalo Guedes na ala esquerda, perante a passividade da defesa bracarense, também Marafona foi motivo de atenção para todos os adeptos. 

O guarda-redes da equipa de Peseiro parou o jogo por 2 vezes ao longo dos primeiros 45' para ser assistido e da primeira vez chegou mesmo a assustar a equipa técnica.... Matheus chegou a aquecer, mas a verdade é que não foi necessária a entrada do brasileiro para a baliza bracarense. 

As paragens pioraram a equipa visitante e fizeram os encarnados concentrar-se no objectivo que haviam traçado para o jogo desta noite: fazer os 3 pontos ficar em casa perante mais de 56 mil nas bancadas. 

 Mitrogolo para bisar, Pizzi para marcar 

Ao longo de toda a segunda parte viu-se na equipa de Peseiro a vontade de empatar o jogo, mas a verdade é que quem não marca..... sofre e foi precisamente isso que aconteceu quando ao bater dos 74' Pizzi faz o segundo golo para o Benfica. 

O lance foi, no mínimo, bizarro. Na sequência de um canto, Mitroglou atrasa a bola que acaba por embater em Douglas Coutinho, a bola sobra para Pizzi que, de frente para Marafona não desperdiça a oportunidade e faz o segundo das àguias. 

Um lance que por si só gerou muita confusão.... A equipa bracarense reclama o fora de jogo, mas a verdade é que foi precisamente pela bola ter tocado em Douglas Coutinho que Pizzi acaba colocado em jogo. 

Pouco mais de 3 minutos depois, novo golo. Mitroglou aproveita o lance trabalhado de Pizzi pela esquerda e depois do cruzamento do português faz o 3-0 de dentro da pequena área. 

Ainda antes do apito final, destaque para o golo de honra por parte da equipa bracarense. Já em tempos de descontos, Rosic aproveita um canto de Wilson Eduardo e de frente para a baliza faz o 1-3. 

Com este resultado o Benfica lidera a tabela classificativa com 13 pontos, mais um que o Sporting (12) e mais três que o FC Porto.