Em grande jogo, Miami Heat vence Los Angeles Clippers no Staples Center
Com duplo-duplo de Lebron James, Miami Heat chega a vitória de número 35 na temporada (Foto: Luis Sinco)

O Miami Heat viajou até Los Angeles para enfrentar os Clippers na noite dessa quarta feira (05) e quebrou um tabu de seis anos sem vencer no Staples Center. Com a vitória pelo placar de 116 a 112, o Heat chegou a 35ª vitória na temporada em 45 jogos. Pelo lado de Los Angeles, essa foi a derrota de número 18 em 52 jogos disputados. 

A partida começou com os visitantes em um ritmo alucinante. Liderados pelo astro Lebron James, que começou o quarto anotando seis pontos e distribuindo cinco assistências, o Miami Heat acertou todos os seus primeiros sete arremessos de quadra. Por outro lado, os donos da casa iniciaram o jogo cometendo muitos erros, sendo seis deles apenas nos 12 primeiros minutos da partida. Mesmo sendo o segundo melhor ataque da NBA, os Clippers não conseguiam converter seus arremessos, e o primeiro período terminou com os visitantes na frente pelo placar de 36 a 24.

No segundo período, o Miami voltou ainda melhor e, com seu pivô reserva Chris Andersen dominando o garrafão, a vantagem dos visitantes subiu rapidamente para 20 pontos. O treinador de Los Angeles, Doc Rivers, não viu outra possibilidade a não ser de voltar rapidamente seus titulares em quadra, e se deu muito bem nessa escolha. Com o ala-pivô Blake Griffin e o ala Jamal Crawford em quadra, os donos da casa começaram a ter mais volume de jogo,e juntos ele anotaram 22 dos 31 pontos do time nesse quarto, diminuindo a vantagem do Miami para sete pontos, que foi para o intervalo vencendo por 62 a 55.

Na volta do intervalo as duas equipes retornaram mais atentas na defesa, tornando jogo mais físico. Quando a partida ficou mais equilibrada, os Clippers novamente abusaram dos erros, e dessa vez, o Heat aproveitou convertendo cestas de três pontos, principalmente com Shane Battier, responsável por anotar três consecutivas. Com isso, o Miami voltou a ampliar sua vantagem, terminando o terceiro período com 14 pontos na frente, vendo o adversário cometer 18 erros até então.

O último período foi o mais emocionante do jogo, isso por que Los Angeles distribuiu melhor a bola, cometendo apenas dois erros em todo o quarto. Já os visitantes tiveram problemas com faltas, no qual dois de seus titulares, Chris Bosh e Mario Chalmers, tiveram que passar bom tempo no banco de reservas por estarem pendurados cada um com cinco faltas. Sem Bosh, Blake Griffin se impôs no garrafão ofensivo, anotando mais doze pontos e chegando ao total de 43. Quando a diferença caiu para quatro pontos faltando menos de três minutos no relógio, Lebron James apareceu para o seu time, e, fazendo cestas importantes, não deixou os Clippers tomarem a liderança.

Mas não foi apenas Lebron que apareceu no último quarto. Quando o placar apontava 109 a 107, faltando quarentas segundos para o término da partida, o Miami teve a posse de bola, e mesmo com a pressão da torcida, a bola chegou nas mãos do veterano Ray Allen que, com uma cesta de três pontos, decretou a vitória do Heat. O ala ainda anotou 11 dos seus 15 pontos na partida nesse último período.

Com a vitória, o Miami Heat venceu a terceira seguida e segue buscando a liderança na Conferência Leste que está com o Indiana Pacers. Já o Los Angeles Clippers perderam a segunda consecutiva, mas seguem firmes na quarta colocação da Conferência Oeste.

 

Destaques do Heat:

Lebron James - 31 pontos, 12 assistências e 8 rebotes ( 11/20 nos arremessos de quadra 55%)

Ray Allen - 15 pontos (4/8 nos arremessos de quadra 50%)

 

Destaques dos Clippers:

Blake Griffin - 43 pontos e 15 rebotes (16/34 nos arremessos de quadra 47%)

Jamal Crawford - 31 pontos e 6 assistências (9/21 nos arremessos de quadra 42%)

 

 

Em jogo de duas prorrogações, Sant Antonio Spurs vence o Washington Wizards

 

Em outro grande jogo da noite de ontem, o San Antonio Spurs foi até a capital dos Estados Unidos para enfrentar os Wizards e venceu depois de duas prorrogações pelo placar de 125 a 118.

O time da casa começou apostando no jogo de transição com seu armador John Wall e se deu muito bem. Os dois primeiros quartos terminaram com o Washington indo para o vestiário com 14 pontos de vantagem. Toda essa vantagem foi embora no terceiro período, no qual os visitantes apertaram a marcação e com uma grande atuação de Tim Duncan, foram para o último período perdendo por apenas um ponto.

O último período foi marcado pela defesa e com as duas equipes arremessando menos de 50%. Com o placar de 99 a 99, os Spurs tiveram a chance de virar o jogo, mas Patrick Mills não conseguiu converter o arremesso. Na primeira prorrogação, os ataques funcionaram, porém o empate permaneceu e o jogo foi para o segundo tempo extra. Na segunda prorrogação, os visitantes sobraram fisicamente e deram números finais a partida.

Tim Duncan teve um duplo-duplo de 31 pontos e 11 rebotes. Pelo lado dos Wizards, John Wall anotou 29 pontos e 9 assistências.  

 

Todos os resultados da noite:

Cleveland Cavaliers 108 x 119 Los Angeles Lakers

Philadelphia 76ers 108 x 114 Boston Celtics

Orlando Magic 112 x 98 Detroit Pistons

New York Knicks 90 x 94 Portland Trail Blazers

Houston Rockets 122 x 108 Phoenix Suns

Memphis Grizzlies 96 x 110 Dallas Mavericks

New Orleans Pelicans 105 x 100 Atlanta Hawks   

VAVEL Logo