Panathinaikos vence dérbi grego, Huertas comanda vitória do Barça e grupo E da Euroliga pega fogo
Luta entre gregos foi dura até os segundos finais (Foto: Euroleague.net)

A sétima rodada do Top 16 da Euroliga começou nesta quinta-feira, com três partidas do grupo E. Além da vitória do Barcelona, que mantém a liderança e a invencibilidade do grupo com sete vitórias, a Olimpia Milano voltou a vencer, jogando na Itália, e assumiu a vice-liderança do grupo, o que lhe daria a vantagem de mando de campo nos playoffs. Na Grécia, Panathinaikos e Olympiacos protagonizaram o grande jogo da rodada, o “Dérbi dos Inimigos Eternos”, com a vitória dos donos da casa. Com isso, há um tríplice empate na segunda posição do grupo e três times fora da zona de classificação com chances reais de ficar com uma vaga. Pelo grupo F, houve apenas uma partida isolada, com outras três acontecendo nesta sexta-feira.

Na grande “guerra” de Atenas, os dois times do país batalharam para errar menos, a começar pelas fortes defesas. O placar não passou dos 70 pontos, o que aconteceu apenas pela segunda vez com cada equipe neste Top 16. Lutando ponto a ponto em uma partida que teve 14 trocas de liderança e que a maior liderança de uma das equipes na partida foi de quatro pontos, o Panathinaikos conseguiu assegurar a vitória no minuto final, por 66 a 62, e acabou com sua série de três derrotas seguidas. O resultado iguala as campanhas dos dois times, que têm agora quatro vitórias e três derrotas, com o Olympiacos na terceira posição e o Panathinaikos em quarto, fechando o grupo dos que se classificam para as quartas de final.

Curiosamente, as duas estrelas de cada time não brilharam como de costume. Pelo Panathinaikos, Dimitris Diamantidis esteve perto de um duplo-duplo, com nove pontos e oito assistências, mas acertando apenas dois dos nove arremessos de quadra que tentou. No Olympiacos, um dos cestinhas da Euroliga, Vassilis Spanoulis teve apenas seis pontos, a segunda pior marca do jogador na competição, com dois acertos em 12 arremessos de quadra. Os visitantes ficaram à frente no marcador nos nove primeiros minutos do último quarto e tiveram dois lances de efeito nos minutos finais, que poderiam ter dado a moral para assegurar a vitória, como uma monstruosa enterrada de Matthew Lojeski. Mas o experiente time da casa teve paciência e, no minuto final, empatou e chegou à liderança pela primeira vez no quarto a 46.8 segundos do fim, com um lance livre de Diamantidis. O mesmo armador pegaria o rebote defensivo final, que garantiu a vitória.

Huertas vai bem e Barcelona vence a sétima seguida

Em outro duelo de equipes do mesmo país, o Laboral Vitoria, ainda sem poder contar com o recém-contratado Lamar Odom, recebeu o embalado Barcelona, que não teve problemas para vencer por 80 a 68 e conseguir sua oitava vitória seguida nesta Euroliga e a 19ª vitória seguida, se contarmos apenas jogos de Top 16. O armador Marcelinho Huertas foi um dos destaques da movimentada partida, marcando 16 pontos, além de quatro assistências e quatro rebotes. Foi a sexta derrota em sete jogos para o time de Sergio Scariolo, que terá a estreia de Odom na semana que vem, com uma difícil missão logo de cara para o ala-pivô, que assinou por dois meses, com opção de renovar pelo restante da temporada.

O Barça começou com tudo, chegando a abrir dez pontos ainda no primeiro tempo, com 27 a 17. Mas o experiente ala Fernando San Emeterio, cestinha do Laboral com 22 pontos, recolocou o time da casa no jogo no segundo quarto, empatando o jogo em 29 a 29. Mas Juan Carlos Navarro e Erazem Lorbek, que também pontuaram em dígitos duplos na partida, com respectivamente 15 e 12 pontos, trataram de dar a confortável vantagem de dez pontos de volta aos visitantes, que não tiveram problemas para mantê-la.

O novo vice-líder

Quase imbatível na Itália e buscando garantir presença no Final Four disputado em seu próprio ginásio, a Olimpia Milano não teve dificuldades para bater os espanhois do Unicaja Malaga, por 70 a 59, em uma partida que chegou a estar vencendo por 20 pontos. Foi a oitava vitória do time italiano em nove partidas disputadas no “Forum di Milano”. Com o resultado, a Olimpia, dona de três títulos europeus, chega ao segundo lugar na tabela, com quatro vitórias e três derrotas (vencendo Olympiacos e Panathinaikos no saldo de cesta), o que lhe garante mando de campo nas quartas de final, caso a colocação se confirme. Keith Langford foi o destaque absoluto do jogo, com 29 pontos e um excelente aproveitamento de 71,4% dos arremessos de quadra (dez acertos em 14 tentados). O ritmo foi tranquilo para os donos da casa durante toda a partida, que alcançaram a marca de 20 pontos de frente no terceiro quarto, com 57 a 37 a dois minutos do fim do período, liquidando a partida.

No jogo isolado do grupo F, o Galatasaray superou a pressão da “Belgrade Arena” e derrotou o lanterna Partizan Belgrado por 78 a 70. A vitória dos turcos, a terceira nos últimos quatro jogos, coloca pressão sobre os russos do Lokomotiv Kuban, que têm a difícil missão contra o Bayern de Munique, na Alemanha, nesta sexta-feira. Caso os russos sejam derrotados, o Galatasaray toma o quarto lugar do Lokomotiv e entra na zona de classificação para os playoffs. O Partizan começou forte, fazendo 31 a 22 logo no início do segundo quarto, mas Henry Domercant comandou o segundo quarto arrasador do time visitante, que teve o placar de 21 a 11 e a vitória turca no intervalo era de 43 a 37. As cestas de três ampliaram a vantagem turca para dígitos duplos e a liderança nunca mais saiu das mãos do visitante.

VAVEL Logo