Mogi domina ações, vence Macaé fora de casa e força quinto jogo
Foto: Divulgação/LNB

O Mogi das Cruzes/Helbor jogou pela segunda vez na série no ginásio Juquinha e venceu o Macaé por 91 a 73 pelo quarto jogo da série de playoffs. Depois de estar em desvantagem na série, a equipe paulista se aproveitou do jogo apagado de Jamaal (apenas 14 pts na partida) e contou com excelente atuação de Shammel (32 pts e 6 reb) para vencer o jogo e forçar o quinto jogo da série, dessa vez ao lado de seu torcedor em Mogi das Cruzes.

Diante de um ginásio Juquinha completamente lotado (foi instalado um telão nas proximidades do ginásio para que torcedores pudessem acompanhar) o time local não conseguiu repetir a boa atuação da quarta-feira, quando venceu Mogi das Cruzes por 78 a 69 e a série irá para o quinto jogo, na segunda-feira (4) as 20h, no ginásio Professor Hugo Ramos em Mogi.

O vencedor desse confronto enfrentará o vencedor da série entre Franca e Bauru, a série está em 2 a 1 para os bauruenses e terá o quarto jogo nesse sábado (2).

Macaé começa forte, mas Paulão conduz a virada

O jogo se iniciou com Macaé tomando as rédeas do jogo e dando sinais que iria conduzir a partida até o final, o time fluminense chegou a abrir 17 a 4 na metade do período, mas os paulistas conseguiram se recuperar e fechar o quarto perdendo apenas de 21 a 16.

Já no segundo quarto, o time de Paco Garcia veio a quadra com um ritmo avassalador abrindo 8 a 0 na parcial do quarto, Paulão Prestes que saiu zerado no primeiro quarto, fez 15 pontos apenas no segundo período e ajudou Mogi a ir para os vestiários a frente do Macaé, que se perdeu defensivamente e não conseguiu imprimir o bom plano de jogo do primeiro quarto, permitindo a virada mogiana por 44 a 33.

Macaé não se recupera e Mogi garante a vitória

Depois de encerrar o primeiro tempo sendo muito mais agressivo e virando o jogo, o time de Mogi das Cruzes não relaxou e continuou com a mesmo ritmo ofensivo. O ala-pivô Tyrone fez um grande terceiro quarto e fez 13 de seus 21 pontos na partida junto com o também americano Shamell foram os destaques que ajudaram a ampliar a vantagem de Mogi que já era grande para fechar a parcial vencendo por 76 a 57. Com o jogo já praticamente definido e Macaé num dia em que tudo deu errado, o último período foi de muito pouca inspiração de ambas as equipes e selou a vitória de Mogi das Cruzes por 91 a 73.

VAVEL Logo