Guia VAVEL do NBB 2015/2016: Mogi das Cruzes/Helbor
(Foto: Hugo Alves/ Editoria de Arte VAVEL)

Crescendo gradualmente desde a chegada de Shamell e Paco Garcia, ex-treinador recém desligado, o Mogi das Cruzes é uma das equipes com o basquete mais agradável de se assistir no Novo Basquete Brasil. Os mogianos chegaram bem na temporada passada atingindo a final da Liga Sul-Americana e as seminfinais do NBB.

Nesse início de temporada a equipe já dá sinais que entra forte. No Campeonato Paulista a equipe chegou às finais da competição, mas acabou derrota no terceiro jogo pela equipe de São José.

O que esperar nesta temporada?

Agora sob o comando de Danilo Padovani, a equipe paulista tentará dar seu salto rumo ao título inédito do campeonato brasileiro e quem sabe também, atingir as finais da Liga das Américas, competição internacional que inicia em janeiro.

Nessa temporada foram adicionados mais 2 jogadores importantes ao elenco principal de Mogi, Larry Taylor e Lucas Mariano. Eles vieram para dar ainda mais qualidade ao grupo que já tinha Paulão Prestes e Shamell  entre os destaques.

Como foi a temporada anterior?

Atingiu as semifinais do NBB pelo segundo ano consecutivo sendo eliminado pelo vice-campeão Paschoalotto/Bauru em x partidas na séries. Além disso somaram 21 vitórias e 9 derrotas na fase regular do torneio, obtendo a 3ª posição na classificação geral.

Quem é o craque?

Shamell Stallworth. O norte-americano de nascimento mas de longa passagem e conhecimento dos torcedores brasileiros é cestinha nato e principal jogador da equipe. Tem média de 19.2 pontos, 3.9 rebotes e 3.13 assistências em 7 temporadas disputadas no NBB.

Fique de olho

Lucas Mariano. Ala-pivô que joga sempre com intensidade, defensiva e ofensiva vem para ajudar um garrafão que conta com Paulão Prestes no pivô mais fixo. Mariano pode jogar tanto na área pintada, como mais aberto já que seus tiros de três pontos é calibrado e pode causar dificuldades a quem o defende.

VAVEL Logo