Bauru mostra força em casa e vence Flamengo na abertura do NBB 8
(Foto: João Pires/ LNB)

Na abertura do Novo Basquete Brasil, os finalistas da última edição se enfrentaram e o Paschoalotto/Bauru se saiu vitorioso contra o Flamengo por 77 a 73 na Panela de Pressão. Foi uma "revanche", se comparado o resultado mas o basquete apresentado pelas equipes foi fraco para uma partida entre os dois maiores favoritos à conquista.

O cestinha do jogo coube a Ricardo Fischer anotando 18 pontos, 6 assistências e 2 rebotes mantendo o nível do Intercontinental e dos amistosos contra equipes da NBA, mostrando o cartaz de candidato ao melhor jogador da temporada. Pelo Flamengo o camisa 11 Marquinhos acabou liderando todos os fundamentos somando 17 pontos, 7 rebotes e 8 assistências.

Na próxima rodada o Paschoalotto/Bauru recebe o Macaé Basquete às 20h do dia 05/11, enquanto o Flamengo vai ao Pedrocão enfrentar o Franca Basquete no mesmo dia e também no mesmo horário, 20h.

Começo equilibrado e cheio de erros

(Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket)

O quarto inicial era dominado por Rafael Hettsheimeir, pelo lado baurense e Marquinhos no rubro-negro anotando x dos x pontos das equipes ainda nos primeiros 10 minutos de partida. As bolas de três continuam sendo a principal arma de Bauru, foram 3/8 do perímetro enquanto o Flamengo respondia com Meyinsse e Rafael Mineiro no jogo interno, tomando a liderança na reta final e fechando 21 a 19.

No segundo período foi um show de horrores ofensivos e defensivos. Foram 9 chutes do Bauru de longe e poucos deles caíam, diferente das jogadas mais próximas onde Wesley Sena anotou 2 cestas, único em sua equipe. A corrida de 5 a 0 fez os donos da casa disparar, obrigando José Neto a pedir tempo e o Flamengo voltou melhor acionando os pivôs JP Batista e Rafael Mineiro revirando o jogo em 34 a 33. Após essa corrida, Sena apareceu acertando um de seus arremessos que levou o Paschoalotto/Bauru ao intervalo com a vitória, 36 a 34.

Flamengo vacila e Bauru aproveita para abrir vantagem

*Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket)

A vitória bauruense foi construida na volta do intervalo equilibrando bem os chutes e dividindo em 3 frentes de jogo: Perímetro, lances livres e jogo interno. Sempre dando assistências aos chutes de quadra e logo abrindo 9 pontos de vantagem, obrigando José Neto a parar o jogo. O time carioca até cortou a vantagem para 6 pontos mas ao fim do quarto a liderança bauruense atingiu os maiores índices, 14 pontos(62 a 48).

O Flamengo entrou no quarto final mordendo e tentando vencer o jogo, até abriu corrida de 11 a 0 mas Demetrius pediu tempo. O esforço não foi suficiente, mesmo chegando a encostar no placar o armador Gegê, que jogou 07:27 minutos, teve a chance de ouro para igualar o marcador mas errou o passe, dando a chance ao adversário pontuar e manter 4 pontos de frente, terminando assim a partida.

VAVEL Logo