No jogo de despedida de Kobe Bryant, Lakers recebem Utah Jazz que buscam vaga nos playoffs
Foto: Divulgação/NBA

Fãs da bola laranja. Chegou o grande dia. O dia da despedida de Kobe Bryant. O último jogo do Black Mamba em sua carreira. O fim de uma era no Los Angeles Lakers e na NBA. A bola sobe às 23h30 (de Brasília), no Staples Center, em Los Angeles, Califórnia. A VAVEL Brasil transmite o jogo em tempo real.

Kobe dedicou 20 anos da sua vida defendendo os Lakers na NBA. Conquistou cinco títulos - em dois deles foi o MVP das finais. Por uma vez foi eleito o MVP da temporada, por duas vezes o cestinha dela. São mais de 33 mil pontos na carreira, o terceiro na história, atrás de Kareem Abdul-Jabbar e Karl Malone, a frente de Michael Jordan.

Kobe Bryant construiu uma carreira espetacular. Quando começou, lá em 1996, jogava contra os grandes, como Michael Jordan, ainda em seu auge pelos Bulls. Os anos se passaram e Kobe se tornou um dos grandes. Tão grande quanto Jordan e Magic Johnson. Os números, prêmios e recordes dizem por si. Outra prova disso é o efeito que causou sua temporada de despedida. Nesta quarta-feira (13), chegou o dia do último capítulo de uma carreira imensa.

Com a pior campanha de sua história, Lakers buscam vitória para uma despedida honrosa de Kobe Bryant

Após conseguir conquistar sua pior campanha na história da franquia na temporada regular, o Los Angeles Lakers chega para o último jogo da temporada. A equipe, em último lugar do oeste, não sai do posto nem em caso de vitória.

Mas, diferente dos últimos dois anos, o último jogo desta temporada tem um gostinho especial: é a despedida de Kobe Bryant. O astro anunciou sua aposentadoria em novembro de 2015, e desde então os Lakers transformaram a temporada num 'Farewell Tour', como nomearam a última temporada de Kobe.

"Isso significa tudo para mim. Eu cresci fã dos Lakers. Isso é um sonho que virou realidade para uma criança que sonhava jogar pelo seu time favorito. E estou aqui há 20 anos, toda minha carreira. Eu vi a cidade se desenvolver, e vice-versa. Não há lugar melhor para encerrar minha carreira", disse Kobe.

Os Lakers devem ir a quadra com o time que vem sendo escalado nos últimos jogos: D'Angelo Russell, Jordan Clarkson, Kobe Bryant, Julius Randle e Roy Hibbert. O técnico Byron Scott, chegou a afirmar que Kobe poderá jogar quanto tempo ele quiser e espera que todos procurem o camisa 24 em todo ataque. Se o Black Mamba aguentar jogar os 48 minutos, ele poderá jogar.

"Tivemos a oportunidade de celebrar um dos maiores jogadores de da história nesta temporada, e eu acho que fizemos isso da maneira certa", disse Scott, técnico dos Lakers.

Depois do fracasso na temporada, a expectativa nos bastidores é que os Lakers vençam para que Kobe Bryant tenha uma despedida honrosa, como ele merece. O técnico Byron Scott diz que tem em mente a maneira perfeita para Kobe encerrar sua história no Lakers.

"Um jumper fadeaway nos segundos finais de um jogo empatado. Eu adoraria que isso seja o fim da história", fantasiou Scott.

Apesar das homenagens para Kobe, Jazz buscam vitória sobre Lakers para continuar sonhando com vaga nos playoffs

O Utah Jazz ainda sonha com vaga nos playoffs. Para isso, precisam vencer os Lakers no jogo de despedida de Kobe Bryant e torcer para que os Rockets tropecem em casa contra o Sacramento Kings. Mas, para manter o sonho significa atrapalhar a despedida de um dos maiores jogadores da história da liga.

Apesar de ser o jogo de despedida de Kobe, o Jazz não quer pensar nisso e precisam focar em seu jogo. A franquia de Utah entrará em quadra, nesta noite, já ciente do resultado final do jogo dos Rockets, e isso pode ser fundamental para definir o que a equipe precisa fazer em seu último jogo da temporada.

"Nós temos que ir para Los Angeles e tentar ganhar o jogo em circunstâncias muito diferentes. Para eles vale a vitória pela despedida de Kobe. Vamos ver o que acontece em outros lugares (sobre o jogo do Rockets) e esperar o melhor", disse o treinador Quin Snyder, do Jazz.

O Jazz deve ir a quadra com o time que foi derrotado pelo Dallas Mavericks na rodada anterior, com: Shelvin Mack, Rodney Hood, Rudy Gobert, Trey Lyles e Gordon Hayward. A franquia de Salt Lake busca novo triunfo contra os Lakers, já que em Utah conseguiram vencer com uma histórica vitória por 40 pontos. Foi a derrota com pior desvantagem na história dos Lakers e a pior derrota de Kobe Bryant na carreira.

VAVEL Logo