Qual o legado que Kobe Bryant deixa para o esporte?
Kobe em uma de suas últimas partidas com a camisa dos Lakers (Foto: Divulgação NBA)

Na noite desta quarta-feira (12) mais uma lenda da história, não somente do basquete, mas também do esporte mundial, estará abandonando as quadras. Se trata de ninguém menos do que Kobe Bryant.

Sempre que um astro do tamanho de Kobe se aposenta, não importa a função ou o esporte, é comum o seguinte questionamento: qual o legado deste atleta para o esporte em geral?

No caso de Kobe, talvez seus números e conquistas indivuais já fossem o suficiente para impressionar qualquer apaixonado por esporte. Entretanto, sua paixão e fidelidade pelo Los Angeles Lakers trouxe um algo a mais a imagem do astro, que também foi fundamental para a popularização do basquete em todo mundo.

NBA

Os recordes e conquistas de Kobe na NBA já demonstram o porquê do astro ter sido o único atleta comparado a lenda maior, Michael Jordan. O camisa 24 conquistou nada mais nada menos do que cinco anéis da NBA. Dentre eles, um tri-campeonato consecutivo nas temporadas de 1999/2000, 2000/2001 e 2001/2002.

Também de maneira consecutiva, Kobe conquistou duas Finals MVP, nas temporadas de 2008/2009 e 2009/2010. Na temporada anterior das últimas citadas, se consagrou o MVP de toda a temporada. Em 2005/2006 e 2006/2007 foram os anos de Bryant conquistar o bi do Scoring Champion.

Kobe Bryant com o troféu de MVP em 2008 (Foto: Divulgação/ NBA)

All-Star Game 

Os recordes e números surpreendentes de Kobe Bryant também se extendem ao famoso All-Star GameBlack Mamba disputou o torneio de caráter amistoso por "apenas" 18 vezes em 20 anos pelos Lakers. Em quatro oportunidades Kobe se consagrou o MVP.

Em sua primeira participação, com somente 18 anos de idade, Kobe conquistou o campeonato de enterradas, disputando com outros grandes atletas como Chris Carr, Michael Finley, Darvin Ham, Ray Allen e Bob Sura. Com 19 anos, foi a vez de Kobe enfrentar no All-Star Michael Jordan, em sua última temporada pelo Chicago Bulls. Em duelo histórico, o veterano acabou vencendo o novato com 23 pontos, seis rebotes e oito assistências, se tornando o MVP do torneio.

Sua última participação aconteceu na atual temporada. Mesmo estando em uma de sua piores apresentações nos últimos anos, com médias de 16.9 pontos por jogo e 34,9% de acerto nos lançamentos, Kobe Bryant foi o nome mais votado pelos fãs, com 1.891.614 votos, superando até mesmo a sensação Stephen Curry, do Golden State Warriors, que obteve 1.604.325 votos.

Kobe em sua última e histórica participação no All-Star Game nesta temporada (Foto: Divulgação/ NBA)

Jogos Olímpicos

Além de ser o ídolo maior da história do Los Angeles Lakers, Kobe Bryant também se destaca por brilhar e ser idolatrado por fãs de outras equipes. Talvez por seus números e conquistas também refletirem na Seleção Estadunidense de Basquete.

Kobe estreou pelo Dream Team em 2006, conquistando o número "espantoso" de 26 vitórias em 26 confrontos, divididos em três competições oficiais, o Pré Olímpico de 2007 e duas Olimpíadas: em Pequim e Londres, conquistando dois ouros incontestáveis.

As duas finais foram diante da ótima equipe da Espanha, liderada nos dois anos por seu companheiro de Lakers, Pau Gasol. Na primeira partida, Kobe anotou 12 pontos dos últimos 20 do Dream Team, onde talvez o astro tenha feito sua principal participação com a camisa de sua seleção.

Bryant - Gasol nas Olímpiadas de 2008 (Foto: Harry How/ Getty Images) 

Contribuição para o esporte

"Querido basquete, desde o momento que eu comecei a calçar as meias altas do meu pai e arremessar cestas da vitória imaginárias no grande The Forum, eu sabia que uma coisa era real: eu me apaixonei por você. Um amor tão profundo que eu te dei tudo da minha mente ao meu corpo meu espírito e alma [...] ", o pequeno trecho de um poema do próprio Kobe Bryant define o mesmo sentimento dos torcedores por seu ídolo.

A paixão de Black Mamba pelos Lakers, pelo basquete, pelo esporte, é algo que inspirou e mudou a vida de milhões de atletas e não-atletas em todo o mundo. O exemplo de um astro fiel a uma só camisa é sempre louvável, não importa qual o seu esporte ou sua profissão. Esse sempre será o principal legado de um apaixonado, não somente por seu clube, mas por uma nação, e não, não estou falando da nação estadunidense, mas sim, da nação apaixonada por basquete e por esporte, que Kobe ajudou a formar e crescer por todos seus 20 anos de carreira, que o colocaram em um outro patamar, além de um atleta de um desempenho fora do normal. Pois na noite desta quarta-feira, o mundo irá presenciar o exato momento em que um profissional passa de atleta à lenda do esporte.

Muito obrigado, Kobe! (Foto: Divulgação/ The Cube)
VAVEL Logo