O craque polêmico: Allen "The Answer" Iverson
Fotomontagem: Hugo Alves

Preso na infância, ídolo na adolescência e respeitado pelo seu passado. Allen Iverson foi um dos maiores armadores da história da NBA e possui uma história digna de filme., intercalando conquistas e polêmicas. "The Answer", como era conhecido, foi indicado ao Hall da Fama da NBA neste ano.



Nascido na periferia de Hampton, cidade independente do estado da Virginia, Iverson teve, desde sempre, que driblar as drogas e superar as dificuldades da vida junto de sua mãe, já que seu pai havia os abandonado. Entretanto, Allen sabia o que queria, ser um jogador profissional.

O esporte? Bem, isso demorou a ser definido na vida do jovem americano que deu seus primeiros passos na quadra de basquete e no campo de futebol americano na Bethel High School. Naquela ocasião, jogador importante dos dois times já que atuava como quarterback, running back, kick returner e defensive back no time de futebol americano. Além, claro, de ser o armador da equipe de basquete.

O seu talento e disposição para o esporte foram provados ainda na infância. Iverson conduziu a Bethel para a conquista do título estadual nos dois esportes sendo eleito o melhor jogador do High School também nas duas modalidades. Um talento nato.

No mais, um revés mudou a sua carreira. No auge de seus 17 anos, Iverson e seus amigos estavam em boliche quando se envolveram em uma confusão generalizada. Apesar do mesmo negar, testemunhas afirmam ter visto Allen golpear uma menina com uma cadeirada na cabeça o que levou o jogador e seus companheiros, também membros da Bethel High School, para a cadeia.

Condenado à 15 anos de prisão, teve sua pena reduzida para apenas 5 anos e mesmo assim, temia pelo seu futuro como jogador. No entanto, o então governador do estado da Virginia, Douglas Wilder, perdoou Allen e seus amigos judicialmente e ambos foram libertos e prontos para retornar à sociedade.

Após ser liberado da cadeia, Iverson tinha pela frente um novo desafio, o retorno às quadras. E o problema era maior do que aparentava, não tratava-se apenas de um ex-presidiário, mas sim, de um negro ex-presidiário o que muito preocupava a sua mãe que buscou a salvação em Georgetown junto ao treinador do Georgetown Hoyas, John Thompson.

Thompson autor da célebre frase: “Eu nunca me preocupei com o potencial de Iverson, mas sim com o que ele fazia nas outras 22 horas do dia”, acreditou no potencial de Allen e o levou para a Georgetown University onde voltou a dar show, desta vez, apenas nas quadras de basquete.

O Draft de 1996 é tido por muitos como um dos melhores de toda a história. Nele estavam presentes três nomes que viriam a ser eleitos MVP’s: Kobe Bryant, Steve Nash e Allen Iverson. Além disso, outros grandes nomes, eleitos ao All Star Game foram selecionados como: Ray Allen, Abdur-Rahim, Jermaine O’Neal, entre outros.

Dentre todos estes nomes, Iverson foi o que mais obteve destaque, ao menos no Draft. O camisa 3 foi draftado pelo Philadelphia 76ers na primeira escolha do Draft, superando Ray Allen, com quem disputava diretamente a primeira escolha. Allen, entretanto, foi apenas o 5º a ser escolhido, enquanto Kobe foi o 13º e Nash o 15º.

“O melhor jogador que já vi jogar é Michael Jordan, mas atualmente, o melhor sou eu”

Logo em seu início na liga, Iverson já levava multidões ao estádio para vê-lo e fazia juz ao que prometia. Logo em seu primeiro ano, travou confrontos épicos contra ninguém mais, ninguém menos do que Michael Jordan, para muitos, o melhor jogador de todos os tempos e muito por isso, foi eleito o calouro do ano de 1997, sendo o primeiro da história dos 76ers a alcançar este feito.

Se pararmos para analisar a aparência dos jogadores da NBA pré-Iverson, perceberemos o quão grande foi o impacto da passagem do astro pela liga. Tatuagens, cordões, pulseiras de ouro e a união do Hip-Hop com o esporte, sua marca, que foi deliberadamente copiada por diversos grandes nomes.

No entanto, esse seu estilo trouxe algumas mudanças para a sua vida, prova disso está na sua segunda prisão. Já vivendo a realidade de um astro da NBA, Allen tinha um dos contratos mais valiosos da NBA e foi pego em alta velocidade junto de seu motorista. No carro estavam um revólver e uma quantia de maconha. O atleta, no entanto, pegou sua liberdade condicional.

Seu jeito de se vestir também acarretou em mudanças na liga. O até então comissário da liga, David Stein, criou o código de vestimenta da NBA que estabelecia que fora das quadras, todos os atletas deveriam trajar vestimentas profissionais para aparecer em público. Nada de cordões e bandanas na cabeça.

Muito por seu estilo e pelas polêmicas que cercaram sua vida, Iverson foi, aos poucos, sendo alvo de críticas constantes da mídia e dos próprios torcedores do seu time o que o levou a deixar a Filadélfia. No entanto, sua ida à Denver, Detroit, Memphis, sua passagem pelo basquete turco e até mesmo o seu retorno aos 76ers não conseguiram trazer de volta o bom basquete do astro.

Iverson encerrou sua carreira em outubro de 2013 e teve a sua camisa 3 aposentada no 76ers. The Answer nunca foi campeão da NBA já que foi derrotado em 2001 na final frente ao LA Lakers. No entanto, seu feito no basquete foi reconhecido com a sua indicação para o NBA Hall of Fame de 2016.

VAVEL Logo