Novidade no estadual, Niterói Basquete quer surpreender os grandes cariocas
(Foto: Guilherme Faria/ Niterói Basquete Clube)

Novidade no estadual, Niterói Basquete quer surpreender os grandes cariocas

Fundado em 2013, equipe da região metropolitana do Rio quer ser a grande surpresa no retorno do Campeonato Carioca; ex-jogador do Flamengo, Mingau fará sua estreia como treinador

rafalisboa
Rafael Lisboa

Após não ter sido realizado em 2017, por divergências entre os clubes e o GEPE, o Campeonato Carioca de basquete retornará a partir desse sábado (18). Além dos três grandes que disputarão o NBB 11 (Flamengo, Vasco e Botafogo), o torneio contará com um caçula: o Niterói Basquete

Pela primeira vez disputando a competição, a equipe tem como técnico Luiz Otávio Guimarães (Mingau), ex-jogador do Rubro-Negro carioca. Além de Mingau, outro ex-jogador do Flamengo presente na equipe, mas dessa vez em quadra, é Danielzinho, que também tem um projeto de basquete um contra um, chamado ''Payback''. 

(Foto: Guilherme Faria/ Niterói Basquete Clube)
(Foto: Guilherme Faria/ Niterói Basquete Clube)

O clube da região metropolitana do Rio foi fundado em 2013, por Thiago Brani, que também joga como ala-armador. O presidente comentou sobre o que o levou a fundar uma equipe, mesmo sem ajuda de parceiros, destacando a estrutura precária para o esporte no estado:

"No final do ano de 2013, também o último ano como atleta das categorias de base do basquetebol carioca e cursando o curso de Educação Física da Universidade Federal Fluminense, eu pensava o que iria fazer para continuar no basquete, que sempre havia sido um desejo para minha carreira, ser jogador e técnico. Junto a isto, sempre olhei de forma crítica o cenário do basquetebol carioca, que produz muitos talentos nas categorias de base, mas por falta de gestão e investimento não proporciona uma continuidade deste atleta na carreira profissional, ocasionando um número grande de aposentadorias precoce", explicou.

A partir de 2017, o Niterói Basquete Clube começou a caminha em direção ao profissionalismo, quando Brani registrou oficialmente clube e fechou uma parceria para a infraestrutura da equipe. Após uma longa espera, o torcedor niteroiense poderá acompanhar uma equipe da cidade, em busca do crescimento no basquete nacional.

(Foto: Guilherme Faria/ Niterói Basquete Clube)
(Foto: Guilherme Faria/ Niterói Basquete Clube)

Herbert Ramos, pivô, afirmou estar preparado para a disputa do Carioca e destacou que a equipe pode encarar os rivais de igual para igual, até por ter jogadores de potencial. Além disso, ressaltou que o clube visa ter um bom desempenho no campeonato, apesar da diferença no investimento:

"A expectativa é a melhor possível. O time está comprometido, treinando bastante e pronto para bater de frente com os clubes grandes. Eu costumo dizer para os meus companheiros que o nosso elenco tem os melhores de algumas gerações do basquete carioca. Possuímos jogadores que brilharam até no Brasil mesmo e que, por alguns motivos, não seguiram adiante. Independente de qualquer coisa, é um elenco de qualidade. Enfim, resumindo, estamos motivados e comprometidos para a competição. Pra mim, está sendo muito gratificante voltar a conviver com essa galera. Como disse, temos talento. Me preparei para viver esse momento, estou bem fisicamente e mentalmente, e quero compensar o tempo que fiquei afastado com muita dedicação e entrega diante dos adversários. O recado final é que, mesmo com investimento menor, o Niterói quer fazer bonito no Estadual"

As partidas serão realizadas no Instituto Abel, e o primeiro jogo será em casa contra o Vasco, nesse domingo (19) às 15h. Na preparação para o estadual, o Niterói venceu a equipe sub-19 do Fluminense por 57 a 35, nas Laranjeiras. Confira os jogadores que formam o elenco do Cacique:

Armadores: Roberto, Israel e Danielzinho.

Alas-armadores: Thiago Brani, Gabriel Andrade e Victinho.

Alas: Higor, Rodolfo, Bernardo e Artur.

Alas-pivôs: Hugo e Philipe.

Pivôs: Douglas Sales, Fred e Herbert.

VAVEL Logo