Em modelo de helicóptero com baixos índices de mortes, nevoeiro pode ser a causa do acidente de Kobe
Foto: reprodução 

Segundo o jornal "Los Angeles Lakers", entre 2006 e 2016 foram registrados apenas dois acidentes envolvendo o modelo Sikorsky S-76B. Neste período, 11 pessoas foram vítimas fatais. Portanto, A média é de 0,2 morte por 100 mil horas de sobrevoo. Os dados captados pelo veículo de imprensa norte-americano foram cedidos pela National Transportation Safety Board (NTSB)Federal Aviation Administration (FAA).

No caso de Kobe Bryant, astro da NBA, as investigações ainda continuam. Os áudios entre o piloto do helicóptero e a torre, além do radar, mostram que a aeronave operava com dificuldades de visibilidade e com baixa altitude; menos de 500 metros. A policia analisa as condições climáticas em Calabasas, na Califórnia, que estava com bastante nevoeiro, para entender as causas do acidente.

O modelo Sikorsky S-76B tem 16 metros de comprimento por 4 metros de altura, tem capacidade para 14 pessoas (12 passageiros e 2 tripulantes), a autonomia é de 818 km com tanque Standard, a velocidade máxima é de 287 km/h e o seu valor de mercado é de 7,5 milhões de Dólares (aproximadamente 31,5 milhões de Reais na cotação atual).

LEIA MAIS - Famosos lamentam morte de Kobe Bryant; veja repercussão

LEIA MAIS - Lenda do basquete universal, Kobe Bryant morre aos 41 anos em acidente de helicóptero

VAVEL Logo