Fim da linha: Chicago Bulls demite técnico Jim Boylen 
Foto: Divulgação/NBA 

Nesta sexta-feira (14), a vice-presidência executiva de operação do Chicago Bulls anunciou que não contará mais com os serviços do técnico Jim Boylen. No cargo desde Dezembro de 2018, a franquia optou por sua demissão, que já era esperada, pois a equipe ficou de fora da "bolha" em Orlando. 

Arturas Karnisovas, personagem forte na administração da franquia, e responsável pela demissão, comunicou à imprensa: 

“Depois de fazer uma avaliação abrangente, e dar ao processo o tempo que ele merecia, finalmente decidi que uma nova abordagem e evolução no comando da equipe era necessária. Esta foi uma decisão muito difícil, mas é hora de nossa franquia dar o próximo passo e se mover em uma nova direção. Jim é um grande ser humano, que se preocupa profundamente com esta organização e o jogo de basquete. Quero agradecê-lo por seu profissionalismo e compromisso com a franquia”

O vice-presidente lituano, chegou ao cargo em abril deste ano para suceder John Paxson, e segundo a mídia, Karnisovas já tem nomes para comandar os Bulls. Seriam eles, Kenny Atkinson, ex-técnico do Brooklyn Nets, e os assistentes Wes Unseld Jr., do Denver Nuggets; Darvin Ham, do Milwaukee Bucks; e Adrian Griffin, do Toronto Raptors. Além deles, de acordo com a BBC Sports Chicago, Ime Udoka (Philadelphia 76ers) e Stephen Silas (Dallas Mavericks) também estariam no radar da franquia. 

Boylen estava no Chicago Bulls desde a temporada 2015-16, quando era assistente e no final de 2018 foi nomeado como treinador principal pela gestão passada, que confiava nos seus métodos mais disciplinadores ao jovem plantel. Com 22 vitórias e 43 derrotas, os Bulls terminaram em 11º na Conferência Leste, ficando de fora da “bolha” de Orlando. Além disso, a equipe teve um aproveitamento de apenas 31.7% em sua passagem.  

VAVEL Logo