Cleveland quebra recorde histórico e vence Hawks com facilidade para abrir vantagem na série

Cavs converteram vinte e cinco arremessos de três pontos, dominaram o jogo e pouparam titulares no último quarto

Cleveland quebra recorde histórico e vence Hawks com facilidade para abrir vantagem na série
Com quatro bolas de três, LeBron James fez 27 pontos e contribuiu para vitória fácil com quebra de recorde dos Cavs (Foto: Reprodução/NBA)
Cleveland Cavaliers
123 98
Atlanta Hawks

O Cleveland Cavaliers bateu o Atlanta Hawks por 123 a 98 na noite desta quarta-feira (4), na Quicken Loans Arena, em Cleveland. Os Cavs chegaram a ter o dobro de pontos dos Hawks e quebraram recorde histórico de bolas de três numa partida, com 25 arremessos convertidos. O recorde anterior era do Houston Rockets de 2013, com vinte e três bolas convertidas.

Com o jogo definido já no terceiro quarto, os titulares não jogaram os doze minutos finais em ambas equipes. Pelo Cleveland, os destaques da partida foram LeBron James com 27 pontos e J. R. Smith com 23 pontos sendo sete bolas de três. Pelos Hawks, Paul Millsap marcou 16 pontos e pegou 11 rebotes. Jeff Teague marcou 14 pontos e distribuiu seis assistências. O próximo encontro dos times é no domingo (8), quando acontece o primeiro jogo em Atlanta.

Domínio total dos Cavs e shows de bola de três marcam primeiro tempo na Quicken Loans Arena

O segundo jogo da série começou equilibrado e as equipes não conseguiam abrir vantagem no confronto. Os Hawks fizeram seis dos primeiros onze pontos do time usando o garrafão, mas Cleveland contou com um bom começo de J.R. Smith para equilibrar a partida.

Na metade do primeiro quarto, os Cavs encaixaram o jogo de transição e converteram duas bolas de três pontos consecutivas, com Kevin Love e Kirye Irving abrindo 16 a 11, o que fez Atlanta pedir tempo.

A marcação do time visitante, especialmente no perímetro, não melhorou. As bolas de três pontos dos Cavs continuavam caindo: foram seis convertidas em oito tentativas, o que fez os Cavaliers abrirem 27 a 16 a três minutos do fim do primeiro quarto. Os donos da casa aproveitaram os vacilos defensivos dos Hawks para ganhar o primeiro quarto por 35 a 20.

Com quatorze minutos de jogo os Cavs já tinham convertido dez bolas de três. Do outro lado, os Hawks não conseguiram ser efetivos no ataque e a vantagem aumentava: a dez minutos do fim o placar era de 41 a 23.

Cleveland encarou a missão de quebrar recordes nas bolas de três e, a seis minutos do intervalo, o placar marcava 54 a 30. Os Cavs convertiam a essa altura, treze de dezenove cestas do perímetro, com aproveitamento de 68,4%. O trabalho ofensivo dos Hawks era ofuscado pelas bolas de longa distância do time da casa.

Com 14 turnovers de Atlanta e Cleveland pegando 26 rebotes – contra 17 do time visitante – a liderança veio fácil para os Cavs. As dezoito bolas de três no primeiro tempo marcaram recorde absoluto, a marca anterior era de doze arremessos convertidos.

Os Cavs lideravam por 74 a 38 no intervalo, com 20 pontos de J. R. Smith, que converteu seis bolas de três. LeBron James foi para os vestiários com três bolas de três pontos – 16 no total. Pelos Hawks, Paul Millsap marcou 16 pontos.

Show continua, Cavs quebra recorde histórico e times poupam titulares no último quarto

Voltando do intervalo e com o jogo praticamente decidido, as equipes diminuíram o ritmo. Depois de derrotas no primeiro e segundo quartos, Atlanta chegou a liderar o terceiro quarto por 20 a 19.

Com o jogo mais lento, as bolas de três dos Cavs continuavam caindo. Coube a Kirye Irving quebrar o recorde e converter a vigésima segunda bola de três do time da casa. A três minutos do fim do terceiro quarto, o placar marcava 100 a 64 para Cleveland.

Cento e seis a setenta, esse era o placar no começo do último quarto. A partida estava decidida e os reservas ganharam tempo em quadra. O objetivo dos Cavs agora era quebrar o recorde histórico do Houston Rockets, com 24 bolas de três numa partida. Do outro lado, os Hawks descansavam o time titular para tentar reagir no jogo três, em casa.