Com grande atuação de Kawhi Leonard, Spurs vencem Thunder fora de casa e lideram série

Decidido apenas no minuto final, ala da equipe de San Antonio foi fundamental com mais um duplo-duplo; OKC terá mais um jogo em casa para empatar novamente

Com grande atuação de Kawhi Leonard, Spurs vencem Thunder fora de casa e lideram série
Foto: Divulgação/Site Oficial/Getty Images
Oklahoma City Thunder
96 100
San Antonio Spurs

A série estava empatada. Dois jogos e uma vitória para cada em San Antonio e a hostil Chesapeak Arena, em Oklahoma, recebeu o terceiro jogo da série entre San Antonio Spurs x Oklahoma City Thunder, valendo uma vaga na decisão da Conferência Oeste da NBA. Com dois tempo completamente distintos, a partida foi decidida apenas nos segundos finais. Contando com inspirados LaMarcus Aldridge e Kawhi Leonard, o time dos Spurs devolveram a derrota em casa, vencendo por 100 a 96.

Não foi um jogo tecnicamente de encher os olhos, mas a igualdade mandou na partida. Agora, resta ao OKC retonar ao seu ginásio para tornar possível o empate, domingo, novamente com apoio de sua torcida.

Já os Spurs devolvem a vitória fora de casa e lideram a série com 2 a 1, mostrando a força de sua equipe, mesmo com a idade avançada de alguns jogadores.

Equilíbrio e erros

Em Oklahoma, históricamente a equipe de San Antonio sente dificuldades. Foi apenas uma vitória em quase uma dezena de jogos na cidade. Mas os problemas esperados se mostrou desde o início maoir e mais evidente graças aos erros das equipes.

Naturalmente, o time do OKC buscou acelerar o jogo e propor uma partida mais rápida e física. Com Steve Adams levando a melhor contra Tim Duncan, o trabalho de rebote era bem feito, mas as infiltrações de Russel Westbrook pouco incomodava, graças à boa marcação. Além disso, a pontaria do time da casa deixava muito a desejar.

A sorte do time branco era a ajuda do time do Texas também no quesito pontaria. Era um amasso de aro enorme, propiciando longos minutos sem pontuação. O destaque do jogo caía novamente nas mãos de LaMarcus Aldridge, muito eficiente e único com boa porcentagem. 

As outras estrelas do jogo se mantiveram apagadas. Do lado da casa, Kevin Durant estava lento, sem a mesma atitude, enquanto Ibaka sobressaía na marcação e bolas de três, mantendo o OKC na cola dos Spurs durante o primeiro, que acabou com 42-47 para San Antonio.

Acertos melhoram qualidade da partida

Se no primeiro tempo, o equilíbrio foi mais por erros, no segundo, os jogadores melhoraram e mostraram suas armas. O resultado dessa melhora se notou na pontuação e nas jogadas, tanto coletivas quanto individuais. Comandandos por um Durant mais ativo, chamando a responsabilidade e com a mão calibrada, o time de Oklahoma não só tirou a vantagem, como virou a partida. 

Ainda que o jogo tenha trocado a liderança por alguns momentos, os Spurs contaram com dois jogadores fundamentais, que apareceram na hora decisiva para dividir com Aldridge, a responsabilidade no time preto e prata. O armador Tony Parker começou a criar, infiltrar e pensar o jogo, enquanto Kawhi Leonard cresceu tanto na defesa quanto no ataque.

Ibaka mantinha as esperanças para o Thunder com bolas de três, contagiando torcida e companheiros. Em poucos instantes, Westbrook e Durant também deixaram de longe, mas turnovers seguidos do armador do OKC fez com o time visitante abrisse uma margem importante no fim da partida. O resultado foi a segunda vitória dos Spurs, desempantando a série e dando um respiro para o quarto duelo, domingo, na mesma Cheasepeak Arena. Com placar de 100 a 96, a torcida voltou frustada para casa.

Destaques

Oklahoma City Thunder:
Pontuação: Russel Westbrook, armador - 31 pontos
Rebotes: Steven Adams, pivô - 11 rebotes
Assistências: Russel Westbrook, armador - 8 passes


San Antonio Spurs:
Pontuação: Kawhi Leonard, ala - 31 pontos
Rebotes: Kawhi Leonard, ala - 11 rebotes
Assistências: Tony Parker, armador - 5 passes