Em jogo emocionante, Cavs varrem Hawks fora de casa e estão nas finais do Leste

Time de LeBron James e companhia espera decisão entre Raptors e Heat. Canadenses lideram a série

Em jogo emocionante, Cavs varrem Hawks fora de casa e estão nas finais do Leste
Com 27 pontos e treze rebotes, Kevin Love foi o cestinha da partida que colocou Cavs na final de conferência (Foto: NBA/Reprodução)
Atlanta Hawks
99 100
Cleveland Cavaliers

Jogando na Philips Arena, em Atlanta, o Cleveland Cavaliers bateu o Atlanta Hawks por 100 a 99 na noite deste domingo (8), varreu o adversário mais uma vez, e está nas finais da conferência leste. O time espera o adversário que sai do confronto entre Miami Heat e Toronto Raptors, que lidera a série por 2 a 1.

Com 27 pontos e 13 rebotes, Kevin Love foi um dos destaques dos visitantes e cestinha da partida. Kyrie Irving contribuiu com 21 pontos e oito assistências. Nos Hawks, a pontuação foi diluída: Dennis Schroder fez 21, Paul Millsap 19, Thabo Sefolosha 16 e Al Horford 15. Apesar do bom desempenho coletivo, os Hawks de Thiago Splitter estão eliminados.

Times fazem jogo equilibrado mas Hawks garante vitória parcial jogando em casa

Tentando fechar a série, os Cavs começaram afiados nas bolas de três: dos onze primeiros pontos do time visitante, nove foram de bolas do perímetro. Com quatro minutos de jogo, ambas equipes tinham mais de 60% de aproveitamento, e, na metade do quarto, o placar era de 18 a 15 para os Hawks, que buscavam evitar a eliminação usando arremessos mais curtos.

Com apenas dois turnovers no primeiro quarto, os Hawks abriram vantagem graças à boa atuação de Paul Millsap, com 12 pontos. Os Hawks também terminaram o primeiro quarto com mais pontos no garrafão – 12 a 8 – e um aproveitamento melhor: 59,1% contra 45,5% dos Cavs. Juntos, os times somavam onze bolas de três, e o placar marcava 36 a 27 para o time da casa.

A boa movimentação de bola no ataque permitia que os Hawks continuassem na frente, mas um pedido de tempo a sete minutos do intervalo fez os Cavs voltarem defendendo melhor e movimentando mais a bola no ataque. Com pouco menos de quatro minutos para o intervalo, o time visitante, que já tinha ficado 12 pontos atrás no placar, perdia por dois.

Forçando arremessos longos, Atlanta continuava na partida graças ao jogo no garrafão: no fim do segundo quarto eram 28 pontos na área pintada contra 14 dos Cavs. Cleveland, por outro lado, tinha mais pontos de contra-ataque: nove contra apenas três do adversário.

Com Millsap marcando 17 pontos para os Hawks e Kyrie Irving anotando 14 para os Cavaliers, os times foram para o intervalo praticamente empatados: 58 a 56 para os Hawks, que seguiam vivos na série com o resultado.

Kevin Love ajuda Cavs com cestas de três para varrer mais um adversário

Voltando do intervalo, Kevin Love ajudou os Cavs a virarem a partida: o camisa zero do time visitante tinha sete arremessos convertidos – todos de três – e com eles os Cavs chegaram a seis minutos do fim do terceiro quarto ganhando por 70 a 68.

Abusando dos arremessos de três – quinze convertidos de trinta e um tentados – Cleveland foi para o último quarto de partida com a liderança e a chance de fechar a série. O time vencia por 81 a 77 com 15 pontos de LeBron James, 27 de Kevin Love e 19 de Kyrie Irving. Do outro lado, apesar do aproveitamento superior, 49,2% contra 44,6%, os Hawks davam adeus a série.

Precisando da vitória, o time da casa voltou para o último quarto com uma sequência de cinco pontos seguidos, o que deixou a partida em uma posse de bola, assim, os times se revezaram na liderança, dando emoção ao jogo.

Com pouco mais de três minutos para o fim, os Cavs provaram ser um time mais equilibrado e conseguiram abrir 96 a 91, os Hawks lutavam para continuar no jogo. Ajudados por outra boa atuação de Dennis Schroder, que tinha 19 pontos a noventa segundos do fim da partida, os Hawks conseguiram retomar a liderança: 97 a 96.

Schroder, que manteve os Hawks no jogo, cometeu um erro quando os Cavs lideravam por 100 a 99, e, com três segundos para o fim, foi para o jumpball com LeBron James, com o número 23 ganhando a disputa, não havia tempo para a reação e os Cavs varreram mais um adversário.