Cavs mudam postura e diminuem desvantagem dos Warriors nas finais da NBA

Com intensidade e jogando em casa, LeBron James e companhia lideraram jogo do começo ao fim

Cavs mudam postura e diminuem desvantagem dos Warriors nas finais da NBA
Levados por boas atuações dos titulares, Cavs de Irving (foto) vencem a primeira na série (Foto: Reprodução/NBA)
Cleveland Cavaliers
120 90
Golden State Warriors

Jogando na Quicken Loans Arena, em Ohio, o Cleveland Cavaliers bateu o Golden State Warriors por 120 a 90 na noite desta quarta-feira (8), e conseguiu o primeiro triunfo nas finais da NBA. Agora, Golden State lidera a série por 2 a 1. O próximo jogo acontece na sexta-feira (10), novamente em Cleveland.

Os Cavs jogaram sem a presença de Kevin Love, que sofreu uma concussão no jogo 2. O substituto de Love foi Richard Jefferson, que fez seu primeiro jogo como titular numa final de NBA depois de 13 anos.

Pelos Cavs todo time titular foi bem, com destaque para LeBron James com 32 pontos e 11 rebotes e Kyrie Irving, que anotou 30 pontos e distribuiu oito assistências. Pelos Warriors, o destaque foi Harrison Barnes, com 18 pontos e oito rebotes.

Cleveland começa agressivo e mais ligado para garantir vitória parcial

Precisando de uma vitória, o Cleveland Cavaliers começou com uma postura mais competitiva: além de Richard Jefferson no lugar de Kevin Love, o time de Ohio, diferente dos dois primeiros jogos das finais, parecia mais ligado e disposto. A defesa ia bem e limitou Golden State a um aproveitamento ruim. No ataque, o time da casa trabalhou melhor a bola, e, com isso, fez arremessos mais fáceis.

Com 16 pontos e três assistências de Kyrie Irving, os Cavs conseguiram abrir boa margem já no primeiro quarto: 33 a 16 depois de doze minutos de jogo. Enquanto o time da casa teve 71,4% de aproveitamento nos arremessos, os Warriors converteram apenas um em dez arremessos do perímetro.

Reservas, como Iman Shumpert, apareceram mais no segundo quarto, e a qualidade do jogo diminuiu. Erros dos suplentes dos Cavs permitiam que os Warriors diminuíssem a diferença. Apesar disso, faltando sete minutos para o intervalo, Klay Thompson e Stephen Curry estavam zerados, e, com pouco menos de seis para o intervalo o placar marcava 40 a 31 para o time da casa.

Ajudados por boas atuações de Tristan Thompson e J.R. Smith, os Cavaliers continuaram liderando a partida. Do outro lado, Klay Thompson entrou no jogo e – com dez pontos -  manteve os Warrios no jogo.

Curiosamente, o aproveitamento dos Cavs nas bolas de três era melhor que o do Warriors: LeBron James e companhia tinham 42,9% de aproveitamento, os Warriors de Stephen Curry – que marcou apenas dois pontos no período – tinham 14,3% nesse quesito. No intervalo, o placar marcava 51 a 43 para o time da casa.

J.R. Smith vai bem, Cleveland mantém intensidade e vence primeira na série

Voltando do intervalo, os Cavs retomaram a intensidade do primeiro quarto e aumentaram a diferença. O time de Ohio movimentou a bola como não tinha feito antes na série, deu resultado: com pouco menos de seis minutos por jogar no terceiro quarto, o placar mostrava 70 a 48, a maior diferença dos Cavaliers na série.

Os times mantiveram um bom nível de basquete durante todo o terceiro quarto – com as duas equipes acima dos 45% de aproveitamento – e trocaram pontos. Entrando no último quarto, LeBron James e Kyrie Irving tinham, somados, 49 pontos. Klay Thompson e Stephen Curry somavam 25, mesma pontuação de Irving sozinho.

Com a constância de J.R. Smith – 17 pontos – e Tristan Thompson, com 14 pontos e 13 rebotes, os Cavs foram para os últimos doze minutos liderando por 89 a 69. O último quarto ainda reservava uma surpresa, apesar do jogo parecer decidido: Iman Shumpert fez os primeiros pontos do banco dos Cavs.

Na segunda metade do último quarto as equipes diminuíram o ritmo, sabendo que a série teria, no mínimo, cinco jogos. Com a vitória do time da casa sacramentada, os reservas entraram em ação: destaque para o brasileiro Leandrinho, que anotou oito pontos.