Com grandes atuações de Irving e James, Cavs vencem Warriors e forçam jogo seis

Astros da equipe de Ohio combinaram para oitenta e dois pontos. É a primeira vez na história das finais que dois companheiros anotam mais de 40 pontos no mesmo jogo.

Com grandes atuações de Irving e James, Cavs vencem Warriors e forçam jogo seis
LeBron mantem escrita e vai bem em jogo que poderia decretar eliminação do time (Foto: Reprodução/Cleveland Cavaliers)
Golden State Warriors
97 112
Cleveland Cavaliers

Jogando na Oracle Arena, em Oakland, o Cleveland Cavaliers bateu o Golden State Warrios por 112 a 97 na noite desta segunda-feira (13). Com excelentes atuações de LeBron James e Kyrie Irving, Cleveland forçou o sexto jogo nas finais da NBA. Os times voltam a se enfrentar na quinta-feira, na Quicken Loans Arena, em Ohio.

Sem Draymond Green, suspenso por acúmulo de faltas técnicas, e jogando o último quarto sem Andrew Bogut, que saiu contundido, os Warriors não conseguiram fazer a festa em casa, mas terão outra oportunidade em eventual jogo sete. Nunca, em 32 oportunidades, um time conseguiu reverter uma desvantagem de 3 a 1 nas finais da NBA, feito que os Cavaliers perseguem.

Os destaques da partida em Oakland foram LeBron James e Kyrie Irving, ambos com 41 pontos. James ainda pegou 16 rebotes e distribuiu sete assistências, Irving contribuiu com mais seis assistências. Pelos Warriors, Klay Thompson marcou 37 pontos. Stephen Curry fez 25 pontos e pegou sete rebotes. Andre Iguodala, que substituiu Draymond Green, anotou 15 pontos e 11 rebotes.

Com jogadores inspirados, equipes fazem bela partida e empatam no primeiro período

Precisando da vitória para forçar o sexto jogo e buscar um feito histórico nas finais da NBA – reverter uma vantagem de 3 a 1 do adversário – o Cleveland Cavaliers não começou bem: nas cinco primeiras posses de bola foram três turnovers e apenas três pontos. Do outro lado, os Warriors, que buscavam o título em casa, aproveitaram os erros do adversário para abrir 9 a 3 e forçar Tyronn Lue a pedir tempo.

Com uma atuação mais agressiva de LeBron James, que buscava mais a cesta, os Cavs equilibraram as ações: James fez uma bola de três pela primeira vez num primeiro quarto das finais deste ano.

Depois de doze minutos de partida, o placar refletia o equilíbrio em quadra: com cinco bolas de três e dezoito pontos dos Splash Brothers, os Warriors venciam por 32 a 29. Pelos Cavs, Kyrie Irving, LeBron James e J. R. Smith carregavam o time nas costas e foram os únicos pontuadores do time de Ohio no primeiro quarto.

Dispostos a evitar a festa do time da casa, Richard Jefferson e Kyrie Irving fizeram uma sequência de sete pontos no começo do segundo quarto, e foi a vez de Steve Kerr pedir tempo. Após a breve pausa o jogo ficou franco e, com a ajuda da arbitragem, que ignorou algumas faltas, os times trocavam contra-ataques.

Liderados por Klay Thompson – que tinha 23 pontos a pouco mais de cinco minutos para o intervalo – os Warriors mantinham o que foi a marca do time durante toda a temporada: jogo em velocidade, transição, boa movimentação de bola e tiros de três. O time visitante, por outro lado, via um LeBron James agressivo e Irving fazendo belíssimas jogadas para equilibrar a partida.

Jogando com muita intensidade, os dois times passaram dos 60 pontos, e foram para o intervalo empatados: 61 a 61. Com 26 pontos de Klay Thompson os Warriors tinham 46,5% de aproveitamento e onze bolas de três. Os Cavs de LeBron – com 25 pontos – tinham 54,3% de aproveitamento e 24 pontos no garrafão.

Com dupla de astros fazendo história, Cavs força jogo seis em casa

Enquanto os Warriors jogavam coletivamente, os Cavs continuavam focando nas habilidades individuais. Kyrie Irving e LeBron James estavam imparáveis. Com os astros combinando para 62 pontos a pouco menos de quatro minutos para o último quarto, os Cavs chegaram a abrir dez pontos, a maior vantagem do jogo.

Tentando fazer a festa em Oakland, os Warriors se ressentiam da falta de Andrew Bogut – que saiu com o joelho esquerdo contundido após acidente de trabalho – e de um aproveitamento pouco superior a 40% nos arremessos contra 56% dos Cavs.

Com a vantagem dos Cavaliers flutuando entre 11 e sete pontos, os Warriors tentaram um hack-a-Thompson em três posses consecutivas, o aproveitamento relativamente bom do pivô do time visitante fez Golden State desistir da estratégia, os Cavs foram para o último quarto liderando por 93 a 84.

Stephen Curry começou o quarto final acertando uma bola de três e a diferença dos Cavs foi para seis pontos. Determinados e jogando muito Kyrie Irving e LeBron James mantinham a vantagem do time visitante em pelo menos duas posses de bola.

Buscando a desvantagem no placar, os Warriors batalhavam, e Andre Iguodala, que começou como titular, computou um duplo-duplo com pouco menos de dez minutos para o fim. Apesar da boa atuação individual o time de Oakland errava mais do que o normal e não conseguia encostar no marcador.

Combinando para setenta e nove pontos a quatro minutos do fim, LeBron James e Kyrie Irving carregavam os Cavaliers para o jogo seis. Os Warriors viam a chance do título em cinco jogos escapar: com apenas 27% de aproveitamento e 35 pontos depois do intervalo os torcedores na Oracle Arena começaram a ir embora preparando os nervos para o próximo jogo, em Cleveland.