Marquinhos, do Flamengo, conquista prêmio MVP na festa dos melhores do NBB 8

Equipe carioca e a do Bauru foram as mais contempladas no evento. Mesmo sendo reserva na temporada, Marcelinho comemora prêmio de Melhor Sexto Homem

Marquinhos, do Flamengo, conquista prêmio MVP na festa dos melhores do NBB 8
(Foto: Divulgação/LNB)

A Liga Nacional de Basquete (LNB) premiou na noite desta terça-feira (14), os melhores jogadores da temporada do NBB 2015/2016. Marquinhos, ala do atual tetracampeão da competição nacional de basquete, Flamengo, foi o atleta mais premiado da noite com dois "títulos": Melhor Ala e Jogador Mais Valioso (MVP). A equipe rubro-negra e a do Bauru foram as mais escolhidas no evento. A eleição foi feita por jornalistas, técnicos e jogadores. A cerimônia de gala foi realizada em São Paulo.

"Estou muito feliz com a conquista do prêmio de MVP. Foi uma competição difícil e o Flamengo conseguiu ser campeão mais uma vez, mesmo com mudanças no elenco", elogiou Marquinhos. O prêmio de destaque jovem ficou por conta de Lucas Dias, ala do Pinheiros. Ele competiu o armador Deryk Ramos, do Brasília (UniCEUB/Cartão BRB), que acabou conquistando outra categoria: jogador que mais evoluiu. "Essa evolução só foi possível pois a comissão técnica acreditou no meu potencial. Eu tinha a liberdade de arriscar, buscar a cesta, mesmo sendo novato na equipe. Além do apoio da torcida, que me dava muita tranquilidade dentro de quadra", falou Deryk.

Veterano do rubro-negro e duas vezes MVP, Marcelinho Machado, que acabou sendo reserva na temporada, comemorou o prêmio. "Eu gosto de pegar o lado positivo das coisas. Ser o sexto homem me deu a possibilidade de enxergar o jogo de fora e entrar em quadra com a partida rolando, o que pode ser muito benéfico em determinados momentos. Você vê as oportunidades do banco e estando focado pode obter muitas vantagens com isso", disse.

Marquinhos, o
Marquinhos, o "cara" do NBB 8 (Foto: Divulgação/LNB)

Confira a lista dos contemplados:

Jogador Mais Valioso (MVP): Marquinhos (Flamengo)

Sexto Homem: Marcelinho (Flamengo)

Jogador que Mais Evoluiu: Deryk Ramos (Brasília)

Melhor Defensor: Alex Garcia (Bauru)

Melhor Estrangeiro: Shamell (Mogi das Cruzes)

Melhor Armador: Davi Rossetto (Basquete Cearense)

Melhores Alas: Alex Garcia (Bauru) e Marquinhos (Flamengo)

Melhores Pivôs: Caio Torres (Paulistano) e Rafael Hettsheimeir (Bauru)

Melhor Técnico: José Neto (Flamengo)

Destaque Jovem: Lucas Dias (Pinheiros)