Curry: o primeiro MVP a ser expulso por faltas desde 2001

Com conduta antidesportiva, NBA puniu o armador e o técnico Steve Kerr com multa avaliada de US$ 25 mil cada

Curry: o primeiro MVP a ser expulso por faltas desde 2001
Curry em partida contra o Cavaliers na última quinta-feira (Foto: Getty Images)

Eleito como jogador mais valioso (MVP) da temporada da Liga Americana de Basquete (NBA) por unanimidade, o armador Stephen Curry, do Golden State Warriors foi expulso pela primeira vez na sua carreira da partida na última quinta-feira (16), quando o Cleveland Cavaliers venceu o rival por 115 a 101, em casa, e empatou em 3 a 3 a série melhor de sete, após a reclamação de sua sexta falta marcada pelo árbitro. O feito não era repetido desde 2001, quando Allen Iverson e também MVP, do Philadelphia 76ers, foi expulso por duas faltas técnicas.

LEIA MAIS: NBA anuncia multa para Curry e Steve Kerr por reclamações após derrota dos Warriors

Irritado, Curry arremessou o protetor bucal e acertou um torcedor, Andrew Forbes, filho do proprietário dos Cavaliers, Nate Forbes. "Já joguei meu protetor antes. Geralmente miro na mesa do placar. Definitivamente não tive a intenção de atingir o torcedor", explicou o jogador. Após o episódio, Curry se desculpou com Forbes. Com a conduta antidesportiva, a NBA puniu o armador junto ao técnico do Warriors, Steve Kerr, com uma multa avaliada em US$ 25 mil cada, por terem criticado a arbitragem. "As últimas faltas que me foram marcadas contra Kyrie Irving e LeBron James não existiram. Me impediram de ajudar meus companheiros nos momentos em que eles mais precisavam de mim", disse o armador.

"(Ele) Nunca havia sido expulso antes, então foi um sentimento estranho. Estava frustrado e achando um pouco hilário a forma como as duas faltas foram marcadas e a minha irritação. Foi uma longa caminhada, porque você não quer ser eliminado por faltas, não quer ser expulso, quer estar ali com seus companheiros. Mas logo depois começou a pensar no jogo 7 e que a oportunidade de ser campeão está aí "​, comentou Kerr.

Neste domingo (19), na casa do Warriors, será disputado o último jogo da final da NBA, às 21h (horário de Brasília), na Oracle Arena, em Oakland.