Rose é apresentado pelos Knicks, lamenta troca, mas agradece Bulls: "Gostaria de dizer obrigado"

Armador revelou que saber que seria trocado 'doeu' e explicou a escolha do novo número

Rose é apresentado pelos Knicks, lamenta troca, mas agradece Bulls: "Gostaria de dizer obrigado"
Foto: Divulgação/NBA

Na noite desta sexta-feira (24), o New York Knicks apresentou o seu novo armador Derrick Rose, ex-Chicago Bulls. Quem estava acostumado com o jogador usando a camisa de número 1, ficou surpreso ao vê-lo se apresentando com a camisa 25.

"Chicago é mais do que uma casa, me fez tornar o homem que sou hoje. Toda a minha família e meus amigos estão lá. É um dos motivos pelo qual escolhi o número 25 para mim. Eu vou jogar em Nova York, mas queria trazer algo de Chicago", explicou.

O motivo do novo número da camisa e a referência dele à Chicago passa pela história de Ben Wilson, que era tido como grande promessa do basquete americano quando foi assassinado em 1984, aos 17 anos. Naquela época, ele jogava pelo colégio de Simeon, o mesmo que Rose defendeu duas décadas depois. Ambos usaram a 25.

Escolhido pelo Chicago Bulls no NBA Draft de 2008, Derrick Rose foi o MVP (Jogador Mais Valioso) da temporada 2010/11, porém após o sucesso neste ano sofreu com constantes lesões nas últimas temporadas, resultando em apenas 127 participações em mais de 300 jogos possíveis.

"Não sei por que fui trocado, mas eu realmente gostaria de dizer obrigado a eles. Doeu um pouco quando eu soube disso, mas é algo que foge do meu controle", disse.

Apesar de lamentar a troca dos Bulls, Rose se mostrou animado com a oportunidade de jogar pelos Knicks, ao ponto de afirmar que sente que algo especial está para acontecer. O armador também elogiou Kristaps Porzingis.

"Foi duro jogar contra ele no ano passado porque ele é bom demais. Ele acerta arremessos e não fica no caminho de ninguém em quadra. Joga sem egoísmo, passa a bola, é extremamente habilidoso e joga duro. Eu morreria para poder jogar com alguém assim e agora tenho duas pessoas do tipo ao meu lado", comentou referindo-se a Carmelo Anthony no final.

Apesar da boa impressão que Porzingis causou como novato, os Knicks não foram aos playoffs na temporada passada, assim como o Chicago Bulls, ex-time de Rose. A campanha de 32 vitórias e 50 derrotas deixou a equipe na 13ª colocação da Conferência Leste.